header top bar

section content

Senado aprova importante medida para frear o avanço dos partidos políticos de aluguel

A proposta terá novo turno de votação, antes de ser encaminhada para a Câmara dos Deputados.

Por Luzia de Sousa

10/11/2016 às 08h20

Imagem Ilustrativa (Foto: Reprodução)

O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta feira importante medida para frear o avanço dos partidos políticos de aluguel. O senador José Maranhão, presidente do PMDB da Paraíba, votou favoravelmente à proposta e destacou que os chamados partidos de aluguel são criados sem representatividade parlamentar meramente para tirar proveito dos recursos do Fundo Partidário e do tempo eleitoral gratuito no rádio e na tv.

A Proposta de Emenda à Constituição estabelece uma cláusula de barreira, exigindo das legendas partidárias um desempenho eleitoral mínimo para que possam ter funcionamento pleno. A PEC 36/2016 apresentada pelos senadores Aécio Neves (PSDB/MG) e Ricardo Ferraço (PSDB/ES) foi aprovada no Plenário do Senado em primeiro turno por 58 votos.

A proposta terá novo turno de votação, antes de ser encaminhada para a Câmara dos Deputados. Para José Maranhão a PEC é um importante passo da reforma política aguardada pela sociedade.

Assessoria do senador

ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”