header top bar

section content

Senado aprova importante medida para frear o avanço dos partidos políticos de aluguel

A proposta terá novo turno de votação, antes de ser encaminhada para a Câmara dos Deputados.

Por Luzia de Sousa

10/11/2016 às 08h20

Imagem Ilustrativa (Foto: Reprodução)

O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta feira importante medida para frear o avanço dos partidos políticos de aluguel. O senador José Maranhão, presidente do PMDB da Paraíba, votou favoravelmente à proposta e destacou que os chamados partidos de aluguel são criados sem representatividade parlamentar meramente para tirar proveito dos recursos do Fundo Partidário e do tempo eleitoral gratuito no rádio e na tv.

A Proposta de Emenda à Constituição estabelece uma cláusula de barreira, exigindo das legendas partidárias um desempenho eleitoral mínimo para que possam ter funcionamento pleno. A PEC 36/2016 apresentada pelos senadores Aécio Neves (PSDB/MG) e Ricardo Ferraço (PSDB/ES) foi aprovada no Plenário do Senado em primeiro turno por 58 votos.

A proposta terá novo turno de votação, antes de ser encaminhada para a Câmara dos Deputados. Para José Maranhão a PEC é um importante passo da reforma política aguardada pela sociedade.

Assessoria do senador

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan