Política
30/11/2016 às 19h19 • atualizado em 01/12/2016 às 18h34

postado por: Jocivan Pinheiro

Nilsinho chora ao se despedir dos colegas na última sessão da Câmara de Cajazeiras – VÍDEO!

Presidente Nilson Lopes é um dos vereadores que não conseguiram se reeleger

A última sessão ordinária do período legislativo 2012/2016 da Câmara Municipal de Cajazeiras aconteceu sob clima de muita emoção na noite desta terça-feira (30). Os vereadores que não conseguiram a reeleição fizeram seus discursos na tribuna em tom de despedida e prometendo voltar à Casa Otacílio Jurema em breve.

Nilsinho se despede dos colegas

Nilsinho (à esq.) se despede dos colegas

Durante os discursos, houve vários apartes dos parlamentares que aproveitaram a ocasião para parabenizar os colegas que estão saindo e desejar a eles retorno ao Poder Legislativo.

Porém, o momento mais emocionante da sessão foi quando o presidente Nilson Lopes, um dos que não conseguiram se reeleger, deixou a mesa para se despedir dos colegas parlamentares abraçando cada um deles. Nilsinho, que tem sete mandatos na Câmara (não consecutivos) saiu com lágrimas nos olhos.

A sessão também foi o momento de os vereadores fazerem um balanço da gestão que se encerra e projetar os próximos anos.

– Vamos continuar esse trabalho que a gente vinha fazendo como oposição, mas agora com responsabilidade maior, a responsabilidade de estar ao lado do prefeito e cobrar tudo aquilo que a gente cobrou como oposição e não fomos atendidos – disse o vereador Neguim do Mondrian (PSD)

– Estou saindo de cabeça erguida, e o povo com certeza sabe que Antônio Galego fez aquilo que disse que faria em suas campanhas eleitorais. Vou trabalhar para o meu povo do mesmo jeito, e com certeza na próxima eu volto – projetou Antônio Galego, agora ex-vereador.

– A gente tem que pagar ao povo com trabalho. Fazer um grande trabalho para recompensar o reconhecimento que a gente teve da população da cidade de Cajazeiras – ressaltou Marcos do Riacho do Meio, que deixa a Câmara para assumir o cargo de vice-prefeito.

DIÁRIO DO SERTÃO com Parlamento CZ

Deixe seu comentário