header top bar

section content

Carlos Antonio muda discurso e não confirma mais esposa para 2018, nega ‘negociação’ de cargo no estado para Denise e tacha greve dos servidores de Cajazeiras de politiqueira. Vídeo

"Enxergo em Junior Araújo um grande nome para que a gente possa estimular uma renovação política na nossa região", elogiou

Por Jocivan Pinheiro

13/12/2016 às 23h12 • atualizado em 14/12/2016 às 07h19

Durante solenidade de entrega de títulos de Cidadão Santelenense na Câmara de Vereadores do município de Santa Helena, o ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Antônio Araújo (DEM), prestou entrevista exclusiva à TV Diário do Sertão onde deu a entender que o atual vice-prefeito Junior Araújo (PTB) poderá ser o candidato a deputado estadual de Cajazeiras pelo grupo que a partir de janeiro será oposição, e não a sua esposa e prefeita Denise Albuquerque (PSB).

+ POR FALTA DE PROVAS: Justiça absolve ex-prefeito de Cajazeiras acusado de desvio de verbas públicas

Carlos não descartou Denise, nem confirmou Junior. Mas rasgou elogios ao vice-prefeito e disse que, apesar de já ter experiência como administrador e gestor público, Junior representa a renovação na política em Cajazeiras. Porém, o ex-prefeito afirmou que a decisão será da população.

– Enxergo em Junior Araújo um grande nome para que a gente possa estimular uma renovação política na nossa região. Ele já tem experiência administrativa e vontade política. Mas é necessário que se possa sensibilizar a população. Se Junior for a melhor opção política, que possa ser escolhido pela maioria do povo – declarou.

Junior Araújo e Carlos Antônio durante evento em Santa Helena

Junior Araújo e Carlos Antônio durante evento em Santa Helena

Denise no governo Ricardo?
Ao colocar Junior Araújo como nome forte para ser candidato a deputado estadual, Carlos Antônio deixa brecha para que a prefeita Denise, ao sair do cargo no dia 31 desse mês, assuma uma secretaria no Governo do Estado. Mas ele nega que essa negociação já esteja acontecendo.

– Não estamos tratando desse assunto. O que nós temos que entabular são as ações políticas que possam beneficiar a população de Cajazeiras. Essas situações de composição de governo caberá ao governador escolher de forma livre e soberana.

Greve dos funcionários é ‘sem fundamento’ e ‘política’
Para o ex-prefeito, a greve dos funcionários públicos municipais que cobram salários atrasados de gestões passadas – inclusive de uma das suas gestões – e também os salários de novembro e dezembro da atual gestão é absurda, sem fundamento e tem viés político.

Ele afirma que o mês de novembro e o 13º salário já foram pagos, faltando pagar apenas dezembro, o que, segundo ele, poderá acontecer até dia 30. Carlos Antônio diz ainda que a decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba de tornar a greve ilegal mostra que o movimento é sem fundamento e quer apenas desgastar a gestão da prefeita Denise Albuquerque.

– É uma greve absurda, sem fundamento, eminentemente política com a finalidade única de tentar desgastar a gestão da prefeita Denise. Mas a Justiça soube recompor isso para que a gestão possa entregar, para quem vai assumir a partir de janeiro, uma cidade tranquila, com seus problemas resolvidos para que o próximo gestor possa dar continuidade ao trabalho feito pela prefeita Denise.

DIÁRIO DO SERTÃO

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor