header top bar

section content

veja mais Política

Deputado revela que Ricardo Coutinho está buscando soluções para não demitir servidores

"Não adianta dizer que ele inventou, mas agora o problema é dele e eu tenho certeza que ele irá encontrar um meio"

Por Luzia de Sousa

11/01/2017 às 15h05

Governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB).

O deputado estadual e líder do governo na Assembléia Legislativa, Hervázio Bezerra (PSB), nesta quarta-feira (11) contou acreditar que o governador Ricardo Coutinho (PSB) está estudando as possibilidades para não seguir o conselho do Tribunal de Contas do Estado para demitir os chamados codificados, servidores que não possuem nenhum vínculo com a administração estadual.

“Pessoalmente, eu não falei com ele, mas é lógico que isso preocupa o governador e eu tenho certeza que ele está buscando alternativas, soluções nesse momento com o Nominando Diniz [conselheiro do TCE-PB] e seus secretários”, contou.

Em entrevista ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM, ele ainda fez questão de ressaltar que os codificados, que já somam mais de oito mil cargos, não foram criados pelo socialista. “Não adianta dizer que ele inventou, mas agora o problema é dele e eu tenho certeza que ele irá encontrar um meio. Pra tudo, procura-se um jeito”.

Entenda – em artigo publicado neste domingo (8) no Jornal Correio da Paraíba, a jornalista Lena Guimarães informa que por determinação do Tribunal de Contas do Estado o governador Ricardo Coutinho terá de no prazo de 180 dias demitir os chamados codificados, servidores que não possuem nenhum vínculo com a administração estadual. Eles não são concursados, nem comissionados e não assinaram nenhum tipo de contrato, mas exercem várias funções, são pagos, e estão na Secretaria de Saúde. Ao todo, segundo levantamento do TCE, são 8.521 codificados.

“O mistério dos “codificados” foi desvendado por qualificado trabalho do conselheiro Nominando Diniz, relator das contas da Saúde, e levou o TCE, em julgamento ocorrido no dia 14 de dezembro, a conceder prazo de 180 dias para o governador Ricardo Coutinho regularizar esse pessoal. Se não o fizer, será responsabilizado no julgamento das contas de 2017, pois já não poderá alegar que não foi alertado da ilegalidade. O prazo só passa a valer a partir da publicação. Com isso, Ricardo Coutinho ganha tempo”, relata a jornalista.

Paraíba.Com

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Com estádio superlotado, Atlético de Cajazeiras joga mal e é goleado pelo Botafogo de João Pessoa no primeiro jogo da semifinal

TROVEJOU EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Com novo treinador, Atlético vence Inter, volta ao G4 e vai para última rodada decidir vaga com time de Campina

FERVENDO

Oposicionista de Sousa aponta erros de André que o fizeram freguês de Tyrone, cobra redução da taxa, revela seu pecado e dispara: “Palhaçada”

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Juiz sousense que atuou em Uiraúna e Cajazeiras conta os bastidores dos processos da morte de gerente de banco e da chacina dos três menores – VÍDEO!