header top bar

section content

EXCLUSIVO: advogado revela que prefeito e vice devem ser cassados pela justiça eleitoral em Sousa: “Quem venceu a eleição foi André”

A reportagem do Diário do Sertão conversou com Valberto Azevedo, que é um dos advogado de André Gadelha. Ouça aqui!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

08/02/2017 às 14h52 • atualizado em 08/02/2017 às 14h59

A coligação “Sousa muito mais” do ex-prefeito da cidade de Sousa, André Gadelha (PMDB), moveu uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra o prefeito Fábio Tyrone (PSB) e o vice-prefeito Zenildo Oliveira (PSD).

O processo está concluso para ser julgado na 35ª zona eleitoral e o juiz investiga os crimes de captação ilícita de sufrágio, conduta vedada a agente público, abuso de poder econômico. Além disso, a AIJE pede a cassação de diploma, pedido de cassação de registro e pedido de declaração de inelegibilidade de Tyrone e Zenildo.

A reportagem do Diário do Sertão conversou nesta quarta-feira (08) com Valberto Azevedo, que é um dos advogado de André Gadelha e ele falou sobre os detalhes das ações contra Tyrone e Zenildo:

“Através da AIJE mostramos que os referidos candidatos distribuíram prêmios e ainda realizaram eventos com propósito eleitoreiro e a legislação impede essas condutas que serão investigadas pela justiça e não haverá outra conclusão a tomar se não cassar os mandatos desses representantes que não representam a vontade do povo soberano, mas sim a vontade viciada e corrompida a partir dessa propaganda eleitoral antecipada, desse abuso de poder econômico e distribuição de brindes em plena eleição”, disse o advogado.

Segundo Valberto, a outra ação é um recurso contra expedição de diploma:

“Essa ação foi proposta porque entre o período de registro da candidatura e o período de expedição de diploma, houve a condenação de Fábio Tyrone por prática de ato de improbidade administrativa. Então o TJPB através de uma de suas câmaras cíveis, julgou procedente a ação de improbidade administrativa movida contra Tyrone e essa condenação faz com que torne ele ilegítimo, ou seja, não deu condições de elegibilidade necessária para concorrer ao pleito”, destacou.

O advogado afirmou que a eleição foi ilegítima e quem realmente venceu as eleições foi André Gadelha:

“Não são os advogados, e sim a lei que desautorizará essa eleição ilegítima e com a soberania da justiça os mandatos de Tyrone e Zenildo serão caçados para colocar na cidade de Sousa quem realmente é o vitorioso nessas eleições que sem dúvida nenhuma é André Gadelha”, finalizou.

DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares