Política
07/03/2017 às 19h25 • atualizado em 07/03/2017 às 22h31

postado por: Luzia de Sousa

Com mais de 1.000 atendimentos em menos de uma semana, vereador denuncia superlotação na Upa de Cajazeiras e revela: unidade leva os 15 municípios ‘nas costas’

Foram 1.129 atendimentos do dia 24 de fevereiro ao dia 1º de março. Chega até a comprometer a qualidade do serviço”


O vereador Rivelino Martins (PSB), usou a tribuna da Câmara de Cajazeiras nessa segunda-feira (6) para criticar a saúde municipal da cidade. Inicialmente, o vereador prestou solidariedade ao garçom Jacaré, falecido na semana passada.

Rivelino Martins relembrou da segurança do Carnaval de Cajazeiras e elogiou a tranquilidade do evento, ao mesmo tempo alfinetou as gestões municipais que segundo ele, não estão fazendo o ‘dever de casa’, que é a atenção básica de saúde, o que gera superlotação na Unidade de Pronto Atendimento da cidade.

“Carrega nas costas o serviço de saúde básica que é de responsabilidade dos municípios, de 15 cidades, a começar da sede da nona região que é Cajazeiras”, declarou o socialista.

Ele enalteceu o trabalho da UPA, mas assegurou que a unidade está fazendo um trabalho que não é dela, pois foi instalada na cidade para ‘desafogar’ o Hospital Regional de Cajazeiras atuando na média complexidade.

“A demanda é enorme, e da atenção básica. Está sobrecarregando a Upa. Foram 1.129 atendimentos do dia 24 de fevereiro ao dia 1º de março. Chega até a comprometer a qualidade do serviço”, denunciou o vereador.

Nos últimos quatro meses, foram mais de 4 mil atendimentos, de acordo com Rivelino, entre eles: “Realização de Raio X, avaliação de exames, receita de controle especial, aferição de pressão, nebulização e curativos”, citou o socialista.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário