header top bar

section content

Oposicionista de Sousa aponta erros de André que o fizeram freguês de Tyrone, cobra redução da taxa, revela seu pecado e dispara: “Palhaçada”

“Foi um erro. Apenas dois vereadores que votaram favoráveis conseguiram retornar a Câmara. Fomos massacrados”. Declarou o sousense. VEJA O VÍDEO!

Por Luzia de Sousa

08/04/2017 às 19h43 • atualizado em 08/04/2017 às 19h56

O líder das oposições na Câmara Municipal de Sousa, o vereador Adilmar de Sá Gadelha (Caca Gadelha-PSDB), em entrevista ao programa “Caldeirão Político”, da TV Diário do Sertão, apresentado pelo radialista Chico Cardoso negou rompimento da família para as eleições estaduais do próximo ano e defendeu o consenso do grupo com apenas um candidato a deputado.

O vereador disse ser uma eleição que o grupo pode sair fortalecido para disputar a prefeitura de Sousa em 2020, defendendo o nome de Marcondes Gadelha para deputado federal, lembrando o atual deputado Renato Gadelha (PMDB) como político forte da cidade e do grupo, mas disse ser o ex-prefeito André Gadelha (PMDB) o mais indicado a disputar uma vaga na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Freguês
Quanto a derrota por duas vezes de André para o atual prefeito Fábio Tyrone (PSB), o oposicionista definiu a primeira derrota como erro de marketing durante a campanha eleitoral e a aprovação da taxa de iluminação pública implantada na cidade como motivo da segunda derrota nas urnas.

“Foi um erro. Apenas dois vereadores que votaram favoráveis conseguiram retornar a Câmara. Fomos massacrados”. Declarou ele.

Chico Cardoso entrevistou o vereador Cacá Gadelha, da cidade de Sousa

O tucano criticou a política de Tyrone, que prometeu reduzir a taxa de iluminação no momento em que retornasse a prefeitura, mas depois de 100 dias de governo nada foi feito, mesmo com 10 vereadores na Casa Legislativa.

Cacá Gadelha revelou que o asfaltamento realizado pela prefeitura na gestão Tyrone 2 é fruto de convênios conseguidos pelo ex-prefeito e alfinetou: “Aí fica o prefeito, alguns vereadores reunidos e secretários imitando João Dória. Palhaçada”.

Arrependimento
O sousense disse que se arrependeu de ter rompido com a família no primeiro mandato de Tyrone, para apoiar o socialista na ocasião. “Foi um grande equívoco na minha carreira política”.

Governador
Ele afirmou que o seu conterrâneo, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), surge como favorito na disputa a governador da Paraíba.

DIÁRIO DO SERTÃO

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam

ENTREVISTA

VÍDEO: Com demonstrações ao vivo, fisioterapeuta cajazeirense explica como funciona a Quiropraxia

VÍDEO!

CONTRA MÃO: Aliado do prefeito de Cajazeiras critica políticos de Brasília, mas admite votar em “golpista”