header top bar

section content

Ex-prefeita ‘ostentação’ tem direitos políticos suspensos por cinco anos

Justiça ainda condenou Lidiane Leite com o pagamento de multa no valor de cem vezes o salário que recebia como prefeita. A defesa disse que vai recorrer da decisão.

Por Luzia de Sousa

21/04/2017 às 12h44

Lidiane Leite, ex-prefeita do município de Bom Jardim (Foto: Arquivo pessoal /Instagram)

Justiça condenou Lidiane Leite, ex-prefeita do município de Bom Jardim, a 275 km de São Luís, com a suspensão dos direitos políticos por cinco anos, além de pagamento de multa no valor de cem vezes o salário que recebia como prefeita. Ela ficou conhecida nacionalmente como a “prefeita ostentação” após mostrar uma vida de luxo nas redes sociais.

A condenação foi por causa de falhas no fornecimento da merenda nas escolas da rede municipal durante a gestão de Lidiane Leite. Os alunos das escolas eram liberados antes do horário devido para se evitar o fornecimento da merenda escolar, sem contar que a falta de alimentação ocorria em todos os turnos de aulas e depósitos para armazenamento de alimentos em algumas escolas se encontravam completamente vazios.

A ex-prefeita está proibida de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que seja por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo período de três anos.

Lidiane Leite já havia sido condenada pela Justiça em março deste ano, sob acusação de improbidade administrativa e teve os seus bens bloqueados. A primeira condenação dela ocorreu em outubro de 2015, também por improbidade administrativa. O advogado de Lidiane Leite disse que vai recorrer da decisão.

G1

FIM DE SEMANA

Cia de teatro arte tramática apresenta “As Malditas” no Teatro Ica em Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o preparador físico do Atlético de Cajazeiras Ivanildo Dunga; Confira!

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Mensagem de Esperança com Dimas Andriola e Sara Samirys

CALDEIRÃO POLÍTICO

Radialista comenta a polêmica união do Prefeito de São João do Rio do Peixe com Ricardo Coutinho. VEJA