header top bar

section content

Senador Maranhão critica punição aplicada pelo PMDB a deputado Federal Veneziano

O senador paraibano lembrou que o PMDB é um partido com fortes tradições democráticas externas e internas e que o rigor da punição aplicada contradiz essa imagem.

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

12/08/2017 às 13h41

O senador José Maranhão, presidente do diretório regional do PMDB da Paraíba, definiu como “drástica demais” a punição imposta pela Executiva nacional do partido ao deputado federal Veneziano Vital por ter votado a favor da denúncia contra o presidente Michel Temer, acusado de corrupção passiva pela Procuradoria Geral da República. Veneziano e parlamentares de outros Estados, como Jarbas Vasconcelos, de Pernambuco, foram suspensos de atividades partidárias por 60 dias. “Se eu tivesse participado da reunião, teria votado contra a medida”, pontuou Maranhão, observando que uma advertência seria mais do que suficiente.

O senador paraibano lembrou que o PMDB é um partido com fortes tradições democráticas externas e internas e que o rigor da punição aplicada contradiz essa imagem. Maranhão não participou da reunião que deliberou pela suspensão dos chamados “infiéis” do partido e avisou que se estivesse presente teria votado contra a pena de suspensão. Veneziano confirmou, ontem, em João Pessoa, ter sido notificado oficialmente pela Executiva Nacional do PMDB de que durante esse período não pode exercer atividades administrativas nem representar a agremiação em comissões temáticas da Câmara Federal.

Em princípio, o deputado e ex-prefeito de Campina Grande não cogita desfiliar-se do PMDB mas ele não descarta migração para outra legenda por considerar que tem sido desprestigiado na legenda. Vários partidos formularam convites a Veneziano para filiação, a exemplo do Democratas, do PTB e do “Podemos”. O governador Ricardo Coutinho, principal dirigente do PSB, mesmo ressalvando ter cuidado em opinar sobre o rumo a ser seguido por qualquer líder político, lamentou a punição contra Veneziano e abriu as portas do agrupamento socialista para o ingresso dele. “Ele (Veneziano) tem história e tradição política e será bem vindo se optar por integrar os quadros do PSB”, comentou.

O ex-senador Wilson Santiago, presidente estadual do PTB, também colocou a legenda à disposição de Veneziano Vital caso ele queira migrar de partido. O governador Ricardo Coutinho ressaltou que se considera parceiro do deputado Veneziano Vital. “Ele sabe que pode contar comigo”, adiantou. Antes da aplicação da punição a Veneziano surgiram comentários de uma possível migração sua para o Partido Socialista diante da falta de maior espaço no PMDB. Após a punição solidarizaram-se com Veneziano o senador Raimundo Lira e o deputado estadual Raniery Paulino, enquanto o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, que já foi deputado federal, concordou com a suspensão por alegada infidelidade.

DIÁRIO DO SERTÃO com Nonato Guedes

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan