header top bar

section content

ELEIÇÕES 2018: Maranhão fala de convenção do PSDB, deixa dúvida sobre Luciano Cartaxo e não descarta apoio de Cássio

"Cássio já me disse várias vezes que não teria nenhum constrangimento a apoiar a minha candidatura", relevou o senador José Maranhão

Por Luzia de Sousa

14/11/2017 às 17h43 • atualizado em 14/11/2017 às 18h04

O senador José Maranhão (PMDB), em entrevista à TV Diário do Sertão esta semana comentou sobre sua participação na convenção estadual do PSDB, realizada em João Pessoa com a presença do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD).

De acordo com o peemedebista, que é pré-candidato a governador da Paraíba, teria participado do evento por uma questão de “civilidade política”.

Maranhão declarou que ele, nem ninguém tem ainda o apoio fechado do PSDB a qualquer que seja a candidatura. “Cássio já me disse várias vezes que não teria nenhum constrangimento a apoiar a minha candidatura”, relevou o senador.

VEJA MAIS NOTÍCIAS POLÍTICA

Segundo o político, no caso de se consolidar duas candidaturas das oposições, uma de Luciano Cartaxo e outra dele, o quadro político vai lhe beneficiar. “Se ele [Luciano] for candidato, vai se consubstanciar o melhor cenário pra mim, três candidatos”, disse o senador se referindo a sua pré-candidatura, a de João Azevêdo e a de Luciano Cartaxo.

Maranhão fala sobre convenção do PSDB

Convenção
A convenção estadual do PSDB da Paraíba reconduziu o ex-deputado federal Ruy Carneiro à presidência executiva do partido e assinou uma moção de apoio para a candidatura do senador Tasso Jereissati à presidência do PSDB Nacional.

PORTAL DIÁRIO 

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula