header top bar

section content

Superintendente do DNIT diz que ação de Raimundo Lira acelera duplicação da BR 230 entre Campina e Cajazeiras

Ele lembrou que a BR 230 é uma importante estrada federal, por onde trafegam caminhões que transportam riquezas para o País.

Por

11/01/2016 às 15h09

O que mais parecia um sonho dos paraibanos, difícil de ser alcançado, está prestes a virar realidade. A duplicação da BR 230, entre Campina Grande e Cajazeiras, está bem mais perto da concretização depois que o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) conseguiu aprovar dotação orçamentária no Orçamento Geral da União – OGU 2016, no valor de R$ 165 milhões, junto ao Ministério dos Transportes, para iniciar a obra, que levará desenvolvimento para o Sertão da Paraíba.
 
O superintendente interino DNIT da Paraíba, Luiz Clark Soares Maia disse que, com os recursos garantidos pelo relator Raimundo Lira no orçamento do Ministério dos Transportes para 2016, a obra começa a tomar contornos de realidade.
 
Ele admitiu que se trata de uma obra complexa, que exigirá muito estudo técnico e ambiental – a exemplo do que foi feito com o primeiro trecho que vai de Campina Grande até a comunidade Farinha (Praça do Meio do Mundo), que já tem os projetos técnico e ambiental aprovados, segundo confirmou o próprio senador Raimundo Lira.
 
Luiz Clark Soares destacou o esforço e o empenho do senador Raimundo Lira em buscar os recursos necessários que permitem ao DNIT iniciar a duplicação. “Tendo os recursos tudo fica mais fácil” observou.
 
Mais Desenvolvimento – O superintendente, que está substituindo interinamente Normando Lima de Oliveira Filho, disse que a duplicação é um projeto de grande relevância para impulsionar o desenvolvimento econômico do Estado. Ele lembrou que a BR 230 é uma importante estrada federal, por onde trafegam caminhões que transportam riquezas para o País.
 
Ele disse ainda que a liberação dos recursos em Brasília é rápida, visto que a etapa mais importante é a aprovação da dotação, o que já aconteceu. Luiz Clark também confirmou a conclusão do projeto de viabilidade econômica e de impacto ambiental referente ao primeiro trecho, de Campina Grande até a Farinha (Praça do Meio do Mundo).
 
Esse trecho tem uma extensão de 33 quilômetros e o Ministério dos Transportes já havia informado ao senador Raimundo Lira que seriam necessários R$ 5 milhões por quilômetro, para a execução da obra. “Desta forma, precisávamos aprovar uma dotação de R$ 165 milhões, que é o valor necessário para os 33 quilômetros, considerando o cálculo de R$ 5 milhões por quilômetro. E conseguimos!”, disse Raimundo Lira.
 
Relator do orçamento do Ministério dos Transportes para este ano, Lira trabalhou incessantemente para garantir os recursos necessários para a duplicação. Ele disse que, hoje, ao transitar pela BR 230, sobretudo no trecho Campina Grande – Sertão, a necessidade de duplicação fica a cada dia mais evidente. “Hoje você, transitando por essa estrada você tem a certeza de que há a necessidade de ela ser duplicada”, disse.
 
Lira destaca que, além do transito de veículos do próprio estado, a BR 230 recebe um grande fluxo de veículos de estados vizinhos. “Além dos nossos caminhões, dos nossos ônibus, dos nossos automóveis, também existe uma preferência dos transportadores, de um modo geral, pela BR 230”.
 
Assessoria de Imprensa

DE ADVOGADO A ARTISTA

VÍDEO: Xeque-Mate entrevista quatro dos maiores empreendedores da PB, que revelam os segredos do sucesso

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com Louvores, mensagens e a palavra de Deus; CONFIRA!

DIÁRIO ESPORTIVO

Programa Diário Esportivo recebe o professor de Educação Física Pena Tavares e o jogador Jardel Rostan

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas – 21072017