header top bar

section content

Senador Raimundo Lira destaca solenidades de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Campina Grande

Ele citou a importância da crença na Imaculada Conceição de Maria e o seu significado para a comunidade católica.

Por

08/12/2015 às 09h27

Lira destaca solenidades de Nossa Senhora da Conceição

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) destacou em suas redes sociais, nesta terça-feira (08), as solenidades em homenagem à padroeira da cidade de Campina Grande, Nossa Senhora da Conceição, que é lembrada neste dia 08 de dezembro como padroeira em Campina e em diversas cidades do país. Ele citou a importância da crença na Imaculada Conceição de Maria e o seu significado para a comunidade católica.
 
A história de Nossa Senhora da Conceição começa pela concepção da Virgem Maria, sem mancha do pecado original. O dogma da Igreja Católica diz que, desde o primeiro instante de sua existência, a Virgem Maria foi preservada por Deus, da falta de graça santificante que aflige a humanidade, porque ela estava cheia de Graça Divina.
 
O dogma também professa que a Virgem Maria viveu uma vida completamente livre de pecado. A festa da Imaculada Conceição, comemorada em 8 de dezembro, foi definida como uma festa universal em 28 de fevereiro de 1476 pelo Papa Sisto IV e solenemente definida como dogma pelo Papa Pio IX em sua bula Ineffabilis Deus, em 8 de Dezembro de 1854.
 
A Igreja Católica considera que o dogma é apoiado pela Bíblia (por exemplo, Maria sendo cumprimentada pelo Anjo Gabriel como “cheia de graça”), bem como pelos escritos dos Padres da Igreja, como Irineu de Lyon e Ambrósio de Milão. Uma vez que Jesus tornou-se encarnado no ventre da Virgem Maria, era necessário que ela estivesse completamente livre de pecado para poder gerar o Filho de Deus.
 
Solenidades em Campina Grande – Ao louvar a Nossa Senhora da Conceição, Raimundo Lira deseja inspiração aos fiéis católicos para adotar o modelo de Nossa Senhora como modelo para as nossas vidas. O senador lembrou que, em Campina Grande, a festa da padroeira foi comemorada na Catedral da cidade, do dia 29 de novembro até este 8 de dezembro. A festa se encerra no dia em que se comemora a Imaculada Conceição de Maria, de acordo com a tradição católica.
 
Para o peemedebista, a data é sempre um momento especial, que favorece a reflexão e fortalece a fé cristã, além de ser uma homenagem especial às mulheres, mães e avós de Campina Grande. Segundo Raimundo Lira, as pessoas devem, cotidianamente, seguir o exemplo de Maria, que disse sim ao convite para ser a mãe do Salvador, dizendo o seu “sim” a Deus e às coisas do Altíssimo.
 
Raimundo Lira finalizou parabenizando o Bispo de Campina Grande, Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz; o pároco da Catedral, padre Luciano Gudes da Silva e todos os membros do clero campinense, de serviços e movimentos da Catedral Diocesana da cidade, e ao povo católico em geral, pela bonita festa da Imaculada Conceição de Maria, realizada nos últimos nove dias.
 
Assessoria de Imprensa

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares