header top bar

section content

Deputado diz que PSF´s de Cajazeiras faltam até dipirona, indica Jucinério para prefeitura e diz que Carlos Antonio foi fraco com Léa; Ouça!

Segundo o parlamentar, o ex-prefeito de Cajazeiras quis emplacar o próprio nome junto a Ricardo Coutinho para a Casa Civil.

Por

09/11/2015 às 16h52

Zé Aldemir prestou entrevista à imprensa

O deputado cajazeirense José Aldemir (PN) voltou a relatar nesta segunda-feira (9), os motivos que o levaram a afastar-se politicamente do governador Ricardo Coutinho (PSB). “Por que não votei um projeto da forma que ele queria e por isso me taxou de golpista e traidor”.

Falando de mágoas do governador, Zé Aldemir disse não ter ódio do chefe do executivo, mas declarou que não fará nenhum tipo de aliança política com o socialista. “Minha decisão foi ratificada pelo povo”.

Ele criticou o governo estadual e se reportou a cidade de Cajazeiras que não recebeu de Ricardo Coutinho uma UTI Neonatal, o IML, o aeroporto, além de cobrar as obras que estão em andamento na terra do Padre Rolim. “Cadê o teatro? A escola técnica?”.

Veja mais:

Ex-prefeito se pronuncia após confusão da Casa Civil e assume racha com Zé Aldemir

Zé Aldemir quebra o silêncio e declara ao vivo racha com a prefeita de Cajazeiras, o esposo e o filho do casal; "Não apoio nenhum" VÍDEO!​

Com discurso opositor, Aldemir ataca grupo carlista, ironiza e dispara: "Cajazeiras não é de Carlos Antônio"

Resposta
Sobre as declarações de Carlos Antonio dando conta que havia feito de tudo para levar o deputado para o ninho girassol, Zé Aldemir confirmou conversa com o ex-prefeito, mas se limitou a dizer que a conversa não se prolongou nesse sentido.

O deputado confirmou de público o racha político com o grupo de Carlos Antonio e declarou que não mais confiança entre os ex-aliados. “Não há possibilidade de convivência minha com Carlos Antonio sob aspecto nenhum”.

Léa
Ele se referiu a demissão da vereadora Léa Silva (DEM), mas preferiu não comentar a atitude do governados, mas alfinetou o ex-prefeito de Cajazeiras. “Léa foi correta, mas em conta partida não recebeu a solidariedade do grupo. Seu eu tivesse no lugar de Carlos Antonio teria entregado o cargo ao governado e não indicaria mais ninguém, mas ele fez o contrário, foi indicar o próprio nome para o cargo”.

Perguntado se votaria em Léa para uma possível candidatura a prefeita de Cajazeiras, o deputado ponderou. “Só se ela estiver na oposição. Léa é minha amiga, mas apoiara somente se ela fosse oposição”.

Numa possível candidatura do vereador Jucinério Félix a prefeitura, El também disse que o apoiaria, pois seria uma decisão do grupo das oposições, mas não descartou sua candidatura a prefeito da terra do Padre Rolim. “Estou ouvindo o povo. Meu nome está posto. Medo não existe de campanha e a bateria está nova para funcionar bem”.

Denúncia
Engrossando o discurso, o deputado disse não se interessar por cargos do governo, mas debater os problemas de Cajazeiras e disparou: “Aqui nem dipirona está tendo nos postos de saúde. Cajazeiras está em situação difícil. Qual foi a obra no governo da prefeita que merece destaque? Faltou verba do governo federal, não se implanta uma pedra de paralelepípedo na cidade”.

Ouça as declarações do deputado José Aldemir a Rádio Arapuan FM!

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan