header top bar

section content

Recebendo 160 toneladas, lixão do Sertão passa dias pegando fogo; Abrigo dos catadores foi destruído

A secretária de Meio Ambiente, Ana Lígia Medeiros destacou a ação da prefeitura em auxiliar no combate aos focos de incêndio do lixão

Por

09/11/2015 às 15h58

O lixão da cidade de Patos, no Sertão do estado recebe cerca de 160 toneladas de lixo

O lixão da cidade de Patos, no Sertão do estado, recebe cerca de 160 toneladas de lixo todos os dias, que se decompõem a céu aberto sem nenhum tratamento. Devido a grande quantidade de resíduos, o local pega fogo constantemente. 

No início deste mês, o fogo durou três dias. Segundo o tenente-coronel Saulo Laurentino, os bombeiros tentam controlar as chamas, a prefeitura disponibilizou máquinas para abrir corredores e isolar os materiais inflamáveis e conter as chamas. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Patos, pelo menos dois hectares de terra foram atingidos pelo fogo.

Veja também:

Vereador denuncia que lixão está invadindo casas em Cajazeiras e ameaça levar para MP

O tenente-coronel explicou que apesar da fumaça provocada pelo incêndio, o trabalho do Corpo de Bombeiros do município tem conseguido reduzir o problema com a terra que está sendo colocada no local das queimadas. Ainda segundo o oficial, o motivo do incêndio é desconhecido, e pode ser de causa natural ou criminosa.

A cidade de Patos tem cerca de 106 mil habitantes, segundo o IBGE e o lixão fica apenas há 8km´s de distância do centro urbano. A média de lixo por habitante é de 1,5 kg todos os dias.

O técnico Ambiental, Nelson Tamasshiro informou que apenas 5% do total é reciclado, pois 53% dos resíduos são úmidos. A cidade não tem coleta seletiva.

Catadores
Há na cidade a Associação de Catadores, com 53 pessoas cadastradas separando o que pode ser reaproveitado e vendido. A presidente da Associação, Maria Nilma informou que o local de abrigo dos catadores foi consumido pelo fogo. “A sensação é de angústia e tristeza porque o prejuízo foi total. Tem pessoas passando necessidades”.

Os catadores reclamaram ainda de problemas de saúde adquiridas com as más condições de trabalho.

A secretária de Meio Ambiente, Ana Lígia Medeiros destacou a ação da prefeitura em auxiliar no combate aos fogos de incêndio do lixão.

Confira a repotagem do G1PB!


 

DIÁRIO DO SERTÃO

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’