header top bar

section content

Colunista de Cajazeiras diz que dono de Rádio faz acordo com o Diabo e manda povo criar vergonha

Sem poupar críticas, o comentarista da cidade de Cajazeiras declarou que o Brasil é imoral e mandou o povo criar vergonha na cara. Veja o vídeo!

Por

16/10/2015 às 18h01

O padre Francivaldo Albuquerque destacou no seu comentário “Direto ao Ponto” desta sexta-feira (16), a ‘cultura’ da corrupção, que para ele é de morte. Ele clamou que a população ‘tire as vestes da hipocrisia’.

O religioso tachou a sociedade de “corrupta, safada, de morte, de violência” e acrescentou que os poderes não funcionam devidamente porque a cultura é de vícios.

Francivaldo Albuquerque citou o exemplo do chefe de uma instituição ou o dono de uma Rádio e disparou: “Ele é corrupto faz acordo com Deus e o Diabo. É uma indústria de criar corrupto, ladrão”.

Sem poupar críticas, o religioso de Cajazeiras declarou que o Brasil é imoral e mandou o povo criar vergonha na cara. “Os políticos estão lá porque nós colocamos. Falta vergonha”.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
ABANDONADO

VÍDEO: Após saber da morte da mãe, homem passa fome nas ruas de Cajazeiras e faz apelo emocionante para voltar pra casa

PSICOLOGIA NO AR

PERIGO: Médico neurologista faz importante alerta para quem usa remédios tarja preta para dormir

OPINIÃO CONTUNDENTE

EM DECADÊNCIA?: Ex-radialista compara as rádios de Cajazeiras a ‘relacionamento que perdeu o sabor’

QUER APROVAÇÃO?

ENEM 2018: Cursinho inova em Cajazeiras com grande equipe de professores e dinâmica moderna de ensino