header top bar

section content

Raimundo Lira se reúne com delegados da Paraíba e garante celeridade a projeto que trata de proteção a vítimas e testemunhas

O senador paraibano lembra que o delegado é o primeiro elo da cadeia de proteção estatal aos direitos dos cidadãos

Por

15/10/2015 às 15h16

Lira se reúne com delegados da Paraíba e garante celeridade a projeto

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) recebeu na noite desta quarta-feira (14) em seu gabinete os delegados de Polícia Civil da Paraíba Alexandre Fernandes, Maíra Carneiro e Tatiana Matos Barros. Na reunião, eles trataram da diminuição da violência na Paraíba e o parlamentar se comprometeu em dar celeridade à apreciação do Projeto de Lei do Senado 89/2015, que propõe criar mecanismos de proteção às vítimas e testemunhas vulneráveis.
 
Segundo Lira, o projeto trata de medidas para proteger vítimas e testemunhas vulneráveis, determinando que o delegado de polícia pode aplicar medidas de proteção, em favor de vítima ou testemunha vulnerável, quando houver risco, devendo-se comunicar o juiz, para que ele acione o Ministério Público. Estas medidas podem ser a apreensão de objetos que tragam risco à vítima ou testemunha, a restituição de bens destas e a imposição de distanciamento em relação à vítima ou testemunha.
 
O senador paraibano lembra que o delegado é o primeiro elo da cadeia de proteção estatal aos direitos dos cidadãos, incluídos os mais vulneráveis. Assim, nada mais razoável que o responsável pelas delegacias de polícia, abertas em qualquer horário, possa assegurar, de pronto, ainda que de maneira provisória, a proteção a quem, para além de ser vulnerável, encontra-se em situação particularmente arriscada.
 
A proposição, segundo Raimundo Lira, merece elogios, ao pensar naqueles que, para além de se encontrarem na situação de vítimas ou de testemunhas – fatos já por si só geradores de severa vulnerabilidade – ainda se caracterizam por circunstância que reforça a vulnerabilidade.
 
A matéria assegura que, no momento de maior necessidade, não se pode permitir que as pessoas particularmente vulneráveis padeçam em função justamente de sua condição. O delegado de polícia, portanto, na visão de Lira, deve ter legitimidade para intervir em favor da segurança da vítima ou testemunha vulnerável.
 
Assessoria de Imprensa

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan