header top bar

section content

Religioso cobra atuação do MAC na defesa da Zona Franca para Cajazeiras e pede união da classe política

O padre pediu ao MAC empenho para agregar forças para que o cidadão entenda que a Zona Franca é a redenção para a região Nordeste.

Por

21/05/2015 às 15h36

Padre Francivaldo no Direto ao Ponto

O padre Francivaldo de Albuquerque elogiou nesta quinta-feira (21), no seu comentário “Direto ao Ponto”, da TV Diário do Sertão, o evento realizado em Cajazeiras para debater a implantação da Zona Franca do Semiárido.

O religioso aplaudiu a organização do evento, especialmente pelo número de pessoas que prestigiaram a audiência pública, mas cobrou ações efetivas a partir deste debate.

“Agora queremos saber qual será o próximo passo e  depois da audiência o que já foi feito?” Indagou o comentarista

Ele cobrou também a ação do MAC (Movimento dos Amigos de Cajazeiras), que foi importantíssimo na conquista do curso de medicina para UFCG da cidade.

Veja mais: 

►  Autoridades se reúnem em Cajazeiras para debater Zona Franca que deve gerar 10 mil empregos

 Deputado da região de Cajazeiras não participa de audiência pela Zona Franca e justifica: “Compromisso de agenda”

►Radialista revela que Patos e Sousa vão lutar pela Zona Franca do Semiárido projetada para Cajazeiras. VÍDEO!

Francivaldo de Albuquerque alegou que chegou a hora massificar a idéia nos meios de comunicação. “Temos que unir forças, fazer propagandas em Rádios, televisão, sites e todos os meios possíveis”.

O padre pediu ao MAC empenho para agregar forças para que o cidadão entenda que a Zona Franca é a redenção para a região Nordeste.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo