header top bar

section content

Radialista revela que Patos e Sousa vão lutar pela Zona Franca do Semiárido projetada para Cajazeiras. VÍDEO!

“O que Cajazeiras tem e Sousa não tem para sediar a Zona Franca do Semiárido?”. Indagou o radialista, assegurando que o solo sousense é melhor.

Por

13/05/2015 às 20h00

Radialista critica Zona Franca do Semiárido

O radialista sousense, Jocélio Almeida criticou no quadro “Direto ao Ponto” da TV Diário do Sertão desta quarta-feira (13), a criação da Zona Franca do Semiárido, que terá como sede a cidade de Cajazeiras.

De acordo com o radialista, o deputado Wilson Filho (PTB), que está a frente do projeto não poderia escolher a cidade sede ainda no momento que se discute a implantação desse município, pois as cidades de Patos e Sousa deveriam entrar no páreo.

Veja também: 

Vereador Lindberg Lira mobiliza parlamentares e a sociedade para encontro que vai debater a Zona Franca

Políticos de seis estados nordestinos discutem implantação da Zona Franca em Cajazeiras

“O que Cajazeiras tem e Sousa não tem para sediar a Zona Franca do Semiárido?”. Indagou o radialista.

Jocélio Almeida destacou que a classe política da cidade de Cajazeiras estará toda unida para defender o empreendimento para a terra do Padre Rolim.

Ele destacou ainda que a mesma reunião de Cajazeiras ocorrerá em Sousa e perguntou: “Será que a nossa classe política vai fazer o mesmo que Cajazeiras para lutar por esse grande empreendimento para o solo sousense?”

Assista ao comentário do radialista no quadro Direto ao Ponto da TVDS

DIÁRIO DO SERTÃO

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”