header top bar

section content

Padre de Cajazeiras diz que instituições públicas estão marcadas por corrupção e servidores por imoralidade

Francivaldo lembrou que Jesus Cristo lavou os pés de seus discípulos de forma humilde, sem fazer promessa ou oferecer propinas.

Por

26/03/2015 às 15h13

Padre Francivaldo, Direto ao Ponto

Se aproximando a Semana Santa, o padre de Cajazeiras, Francivaldo Albuquerque fez uma reflexão para o “Direto ao Ponto” nesta quinta-feira (26) com relação à campanha da fraternidade que tem como lema: “Eu vim para servir”. 

“Este ano refletimos sobre a fraternidade e serviços. Sejam eles sociais, jurídicos ou religiosos. O que eles têm feito para fazer uma nação justa?”, indagou o padre.

Francivaldo lembrou que Jesus Cristo lavou os pés de seus discípulos de forma humilde, sem fazer promessa ou oferecer propinas. Ao contrário do que vem ocorrendo no Brasil.

“Os grandes servidores deste país são marcados pela vergonha, diante de acusações. A imoralidade denigre e faz do Brasil um país menor”, disse o padre, alegando que as instituições públicas estão enfraquecidas, devido à corrupção.

Veja o comentário do quadro Direto ao Ponto com Padre Francivaldo na TVDS

DIÁRIO DO SERTÃO

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada