header top bar

section content

Prefeito atrasa 13° salário de conselheiros tutelares e caso vai para justiça; gestor diz não ter dinheiro

O caso será avaliado durante audiência na 5ª Vara da Comarca de Sousa, pelo Juiz Renan do Vale Melo, que julgará a sentença

Por

14/05/2014 às 10h23

Prefeito de Nazarezinho, Salvan Mendes

Cinco conselheiros tutelares do município de Nazarezinho entraram na justiça para buscar receber o 13° salário referente ao ano de 2013 que não foi pago pelo prefeito municipal, Salvan Mendes (PTB).

De acordo com Lincon Abrantes, que é advogado dos conselheiros tutelares, os servidores devem receber o pagamento atrasado, já que se trata de um direito do trabalhador. O advogado disse ainda com o Gestor municipal poderá responder pelo ato de improbidade administrativa, já que o mesmo não fez o repasse do dinheiro aos funcionários públicos.

O caso será avaliado durante audiência nesta quarta-feira (14), na 5ª Vara da Comarca de Sousa, pelo Juiz Renan do Vale Melo, que julgará a sentença.

Outro lado
Em contato com a reportagem do Diário do Sertão, o prefeito de Nazarezinho, Salvan Mendes, disse que não há recursos suficientes para pagar o 13° salário aos conselheiros tutelares.

"Os recursos do município são insuficientes para realizar o pagamento de todas as demandas. Nós temos mais funcionários efetivos do que todas as Prefeituras da região e infelizmente, mesmo que a categoria seja merecedora, mas não temos como pagar”, falou o gestor.

Veja vídeo! 

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
DETALHES DO JÚRI

VÍDEO: Secretária revela bastidores do julgamento do caso Érika e diz que houve distinção de tratamento

22 DE AGOSTO

VÍDEO: Prefeitura de Cajazeiras corre para conseguir recapear todas as entradas antes do dia da cidade

"RASGARAM A CONSTITUIÇÃO"

VÍDEO: Para o vice-prefeito de Sousa, Lula é um preso político: “A injustiça dói em qualquer um”

TESTEMUNHO AO VIVO

VÍDEO: Pastor sentenciado a 32 anos de prisão diz que foi visitado por Deus na cadeia e saiu em 30 dias