header top bar

section content

José Aldemir levanta bandeira branca para Vituriano, e nega plano “B” de Cássio. Assista ao vídeo!

O deputado também reconheceu a fragilidade das pesquisas no Estado da Paraíba. "Não posso atestar que sejam verdadeiras". Confira aqui!

Por

11/04/2014 às 16h10

O entrevistado desta quinta-feira (10) do Programa Censura Livre foi o pré-candidato a deputado estadual no Sertão paraibano, José Aldemir (PSDB). Ele iniciou o Censura Livre afirmando que as vitórias que a sua chapa conquistou até hojeforam frutos da politica partidária e para as eleições deste ano o estado ainda está planejando as chapas majoritárias. “Não existem candidatos, apenas pré-candidatos. Temos que organizar cada partido e esta é a grande virtude desta coligação que estamos. Não tem separação com Carlos Antonio, apenas temos pensamentos diferentes”, declarou. 

Ao ser indagado se sua união com Vituriano já seria um planejamento político para as eleições 2016, o parlamentar negou. “Eu tenho uma relação salutar com Vituriano, pois somos cajazeirenses. Não estamos no palanque para brigar, e sim para lutar pela mesma bandeira que é Cajazeiras”, esclareceu. 

Ele afirmou ainda que ficaria muito satisfeito se Carlos Antonio e Denise passasse para o lado do pré-candidato tucano, mas está satisfeito com o apoio de Vituriano. “Temos vários apoios para a pré-candidatura de Cássio Cunha Lima em toda a Paraíba. Estou tranquilo com o apoio de Vituriano a Cassio”, afirmou. 

Cargos comissionados
Ao ser questionado acerca dos apoios nestas eleições dos funcionários de cargos comissionados de Cajazeiras que estão ligados ao parlamentar, Aldemir esclareceu que tais cargos foram conferidos não só por ele como por vários políticos, como Carlos Antonio e Denise e que esse colegiado fez uma relação com a militância politica. “Ainda iremos conversar com todos os segmentos sociais para fazer os acordos dos possíveis apoios”, disse. 

Troca-troca
Com relação a todas as trocas de apoios que estão acontecendo com os atuais pré-candidatos, o parlamentar revelou que deve-se vivenciar o momento atual da política, pois a eleição municipal será outra coisa muito diferente e os apoios poderão mudar, pois,e tais modificações não irão refletir nas eleições de 2016, a exemplo de Jeová ficar do lado de Denise e Vituriano passar para o lado de Cássio.

José Aldemir disse também que ficou do lado de Cássio, pois discorda do atual projeto de governo de Ricardo Coutinho, mesmo tendo uma antiga relação politica com o chefe do executivo estadual. “São 36 parlamentares na Assembleia Legislativa e atualmente o governador só tem apoio de 8. Eu me afastei há dois anos. Não tenho ressentimento com ele, o respeito como cidadão e politico. Nas eleições 2010, votei em Ricardo porque fui comandado por Cássio e não concordei com o projeto de Ricardo”, ressaltou. 

Obras: Cássio x Ricardo
O pré-candidato revelou que o governo de Cássio Cunha Lima teve muitos feitos importantes, a exemplo da distribuição de vários litros de leite por dia, o que ele disse não ver na atual administração. “Mais importante do que fazer uma obra de pedra e cal é alimentar uma família e mais importante do que construir estrada é valorizar o servidor com planos de cargo, carreira e remuneração. O teatro Ica (Irácles Pires) é muito importante para Cajazeiras, mas só bastava uma reforma, não precisava demolí-lo por R$ 2 milhões. Ele deveria ter economizado para construir um IML, que teria muita mais necessidade para Cajazeiras. As obras são importantes, a exemplo da estrada de Triunfo que seria muito importante realizá-la. Mas oque é mais importante? Uma UTI neonatal, a construção de maternidades nos municípios vizinhos ou a construção da estradas? Temos que priorizar as obras mais importantes.”, detonou.

Dobradinha
Ao ser indagado sobre qual dobradinha o parlamentar irá fazer em Cajazeiras, ele disse que ainda vai conversar com Carlos, Denise e os vereadores. “Em Cajazeiras eu tenho mais de 7 vereadores, contando com os dois suplentes, inclusive Dunga”, disse. 

Com relação ao apoio à candidatura de Dunga para deputado federal, Aldemir revelou que ele é um companheiro e amigo, mas ainda vai conversar com alguns partidários para acertar mais detalhes. 

Cássio Cunha Lima
De acordo com o deputado, nas eleições 2010, quando Cássio se aliou a Ricardo, foi por causa de sua cassação, e que desta forma ele não poderia se aliar com Maranhão. 

O pré-candidato disse que não irá se envolver no sentimento da manifestação popular ao ser questionado se Cássio iria para o 2º turno com Veneziano ou Ricardo. “Cássio não tem um plano B. O plano B quem dirá é a justiça”, esclareceu. 

Orgulho
Ao finalizar a entrevista, Aldemir afirmou que a cidade de Cajazeiras deve se orgulhar muito pela sua prefeita Denise Albuquerque, por ser a primeira mulher a governar a cidade e por estar fazendo muito pela nossa terrinha. 

Veja o programa completo!

DIÁRIO DO SERTÃO

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Pentecostal de Jerusalém

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e os preparativos para o Paraibano

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria Calado na Tv recebe Everly Paloma e Forró Bom de Mexer de Ipaumirim- CE