header top bar

section content

Deputado de Cajazeiras critica MP de Ricardo Coutinho para alienação de veículos no Estado da Paraíba. Veja!

Durante pronunciamento na tribuna da Assembléia Legislativa na sessão desta terça-feira (25), o deputado José Aldemir (PEN) questionou a medida.

Por

25/03/2014 às 16h43

Deputado critica governador Ricardo

Durante pronunciamento na tribuna da Assembléia Legislativa na sessão desta terça-feira (25), o deputado José Aldemir (PEN) questionou a apresentação da Medida Provisória (MP) 217/2013, de autoria do governador Ricardo Coutinho (PSB), que aumenta as taxas de registro de contratos de financiamento com cláusula de alienação fiduciária, de arrendamento mercantil, de compra e venda com reserva de domínio ou de penhor de veículos automotores. Segundo o parlamentar, a MP atinge diretamente milhares de consumidores de média e baixa renda na Paraíba.

“A medida provisória, na forma apresentada, sob a justificativa de que não causará qualquer impacto nos preços e nem significará elevação dos valores, atualmente, não passa de verdadeira enganação encaminhada aos membros deste parlamento”, declarou Aldemir.

“Essa MP é uma tentativa de induzir ao erro seus integrantes que, acolhendo a medida na forma apresentada, estariam autorizando a elevação dos preços dos registros que hoje são praticados em até 680% em nosso estado”, afirmou. 

Ainda segundo José Aldemir, “documentos trazidos por um membro da Defensoria Pública do Estado, demonstram claramente que no caso de motos, os preços serão elevados em até 680%, enquanto os contratos para aquisição de carros serão elevados em até 200%”.

Da Assessoria 

Tags:
DETALHES DO JÚRI

VÍDEO: Secretária revela bastidores do julgamento do caso Érika e diz que houve distinção de tratamento

22 DE AGOSTO

VÍDEO: Prefeitura de Cajazeiras corre para conseguir recapear todas as entradas antes do dia da cidade

"RASGARAM A CONSTITUIÇÃO"

VÍDEO: Para o vice-prefeito de Sousa, Lula é um preso político: “A injustiça dói em qualquer um”

TESTEMUNHO AO VIVO

VÍDEO: Pastor sentenciado a 32 anos de prisão diz que foi visitado por Deus na cadeia e saiu em 30 dias