header top bar

section content

Com esposa, filho e primo, Carlos Antonio planeja liderar prefeitura de Cajazeiras por mais 20 anos

Estaria na linha sucessória, o primo de Carlos Antonio, o atual vice-prefeito, Júnior Araújo, que seria eleito em 2016 e reeleito em 2020. Entenda aqui!

Por

12/01/2014 às 10h56

Segundo se comenta, o projeto de poder do grupo político liderado pelo ex-prefeito Carlos Antonio em Cajazeiras, é para durar no mínimo 20 anos.
Estaria na linha sucessória, o primo de Carlos Antonio, o atual vice-prefeito, Júnior Araújo, que seria eleito em 2016 e reeleito em 2020.

Depois viria o filho do ex-prefeito Carlos Antonio e da atual prefeita Denise Albuquerque, o estudante medicina, Carlinhos, que vem participando ativamente das campanhas políticas. Nesta última, exerceu papel importante na campanha dos pais.

Como resultado do trabalho realizado na Secretaria de Cidadania e Promoção Social e pela lealdade, a vereadora Léa Silva também passou a ser apontada pelos analistas como uma opção, inclusive, já para ser a candidata a vice-prefeita na chapa de Denise em 2016.

Não que Júnior não esteja sendo um bom vice. Ele até que tem cumprido o seu papel e não teve problemas de relacionamento político. Entretanto, mudar alguma coisa na chapa é importante e necessário. Alguma novidade precisa ser apresentada ao eleitorado.

A vereadora e professora aposentada Léa, teve seu nome lembrado em campanhas passadas para disputar mandatos de vice ou de prefeita, entretanto, preferiu disputar o mandato praticamente certo de vereadora, resultado do seu grande ciclo de amizades em todos os segmentos sociais do município e também, acredito eu, para não se envolver em disputas internas dentro do seu grupo político, inclusive, o mesmo deve ter ocorrido em relação à presidência da Câmara Municipal.

Agora, não sei se ela, que está no 7º mandato e com muita disposição para o trabalho, demonstrado na Secretaria de Cidadania e Promoção Social, após dois duros golpes na vida pessoal, no caso, a perda de dois entes queridos (um irmão e um filho), que a deixou muito abalada, aceitaria disputar a condição de vice de Denise.

Pode não disputar
O vereador Nilson Lopes pode não disputar mais um mandato de presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras. O que o parlamentar tem revelado dificuldades para administrar diante do valor elevado da folha de pessoal e da pressão de alguns parlamentares por ajuda do Legislativo. O presidente teve que conter despesas para fechar pagar novembro e o 13º salário, mas a principal preocupação era com o percentual constitucional para gastos com pessoal. Ele não quer correr o risco de ultrapassar esse limite, ter as contas rejeitadas e não poder disputar um novo mandato.

Segundo informações dos bastidores a meta de Nilsinho é fazer um bom trabalho nesse mandato, como vem fazendo, dando continuidade ao trabalho de Marcos Barros, com a realidade de debates importantes, como acontecendo e ter suas contas aprovadas. Segundo informações de bastidores, a prefeita Denise e o ex-prefeito Carlos Antonio já teriam convidado um vereador de confiança e muito leal ao grupo situacionista, para disputar a presidência do Poder Legislativo, cujas eleições estão marcadas para o final do ano, mas poderão ser antecipadas, para o biênio 2015/2016.

José Ronildo especial para o DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares