header top bar

section content

Em audiência da Comissão da Lei das Licitações senador Vital analisa nesta quinta o texto final da proposta

Presidente da Comissão da Lei das Licitações, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), dá sequência na manhã desta quinta-feira (05) aos trabalhos desenvolvidos pela comissão com intuito de revisar e reformular a Lei nº 8.666/1993. Nesta audiência pública a partir das 09h será analisada o texto final da proposta. Como presidente da comissão Vital do […]

Por

05/12/2013 às 16h01

Presidente da Comissão da Lei das Licitações, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), dá sequência na manhã desta quinta-feira (05) aos trabalhos desenvolvidos pela comissão com intuito de revisar e reformular a Lei nº 8.666/1993. Nesta audiência pública a partir das 09h será analisada o texto final da proposta.

Como presidente da comissão Vital do Rêgo, já ouviu a brilhante explanação do professor Jorge Ulisses Jacoby Fernandes, como dos técnicos de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Eduardo Fiuza e Bernardo de Medeiros.

Como presidente da Comissão, o senador Vital observou que a Lei nº 8.666/1993 foi criada em um momento sócio-político complexo, onde o país passava por um recente processo de impeachment e a hiperinflação estava presente no cotidiano das pessoas. Isso refletiu diretamente no texto, que exagera na burocracia e no engessamento dos procedimentos. Para o senador, é necessário criar mecanismos que garantam agilidade e aprimorem o combate à corrupção.

Vital reafirmou que o desafio da Comissão é atualizar a Lei 8.666, de 21 de junho de 1993. Por determinação do senador, a comissão já começou a trabalhar e até outubro deverá apresentar os primeiros resultados.

Conforme observou Vital do Rêgo, a Lei das Licitações, como se tornou conhecida e que completará no próximo mês 20 anos de existência, não atende mais às demandas do nosso crescimento e desenvolvimento.

Para ele, se faz urgente dotar o país de um marco legal que dê ao setor das contratações públicas mais competitividade e celeridade. Tendo em vista que as regras vigentes se tornaram obsoletas, não há segurança jurídica, nem para o governo e tampouco para os particulares que desejam contratar com o poder público.

Ele também reafirmou que as mudanças deverão preservar o rigor da punição daqueles que, de alguma forma, intentem burlar as regras estipuladas para a contratação, tal como a busca da proposta mais vantajosa para o governo e para as demandas da população. Na visão do senador peemedebista é necessário combinar, nas contratações, o máximo de eficiência e de lisura com o mínimo de riscos para a sociedade.

Vital também defende a instrumentalização de mecanismos que garantam um melhor aproveitamento dos recursos financeiros utilizados. A perspectiva é que o novo texto legal deva consolidar os diferentes tipos de licitações existentes, incluindo o pregão e o regime diferenciado de contratação.

Além de Vital do Rêgo, compõem a Comissão Especial a Senadora Kátia Abreu (PSD-TO) – relatora – e os senadores Waldemir Moka (PMDB-MS), Francisco Dornelles (PP-RJ), Eduardo Suplicy (PT-SP), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Armando Monteiro (PTB-PE) e Wilder Morais (DEM-GO).

Da secom

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!