header top bar

section content

Deputados debatem fechamento de delegacias e acreditação do Hospital de Trauma

O fechamento de várias delegacias no Estado e o processo de Acreditação do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL), foram os principais temas debatidos pelos deputados estaduais, na sessão ordinária da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta quarta-feira (4). Na oportunidade, os parlamentares ainda repercutiram visita da Caravana da Saúde da ALPB […]

Por

04/12/2013 às 16h30

O fechamento de várias delegacias no Estado e o processo de Acreditação do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL), foram os principais temas debatidos pelos deputados estaduais, na sessão ordinária da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta quarta-feira (4). Na oportunidade, os parlamentares ainda repercutiram visita da Caravana da Saúde da ALPB a unidades hospitalares nos municípios de Itapororoca e Itabaiana.

O deputado Vital Costa (PP) foi o primeiro a ocupar a tribuna. Ele solicitou da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) a implantação do abastecimento de água nas comunidades Olho D’água e Birigui, localizadas no município de Tacima. O parlamentar também destacou projeto de Lei, de sua autoria, que propõem a criação do Conselho Superior de Estado, órgão que composto por ex-governadores para auxiliar o Governo em exercício durante situações de calamidade ou de crise.

“Os ex-governadores são agentes que já recebem remuneração vitalícia do Estado e o governador que estiver no cargo, se tiver a grandeza de espírito, poderá convocar este Conselho para que possa orientar, dirimir e encaminhar ações para ajudar minimizar situações de crise do Estado”, justificou Vital.

Em seguida, Carlos Batinga (PSC) lamentou o fechamento de delegacias de polícia na Paraíba. Segundo ele, o Governo está promovendo “um verdadeiro desmonte na estrutura do Estado”. “Outro dia vimos o fechamento de 25 Coletorias da Receita Estadual, agora as delegacias. Só temos uma delegacia e uma coletoria funcionando em Monteiro, que servem para atender uma das maiores regiões do Estado. É um absurdo que isto esteja acontecendo”, disse.

João Henrique (Democratas) afirmou que vai buscar informações junto ao secretário de Estado da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, sobre o fechamento de delegacias de polícia na Paraíba. “Concordo com o deputado Batinga, mas é preciso ouvir a outra parte antes de tecer qualquer tipo de juízo de valor”, alegou o democrata.
 
Problemas em São Bento
O deputado Márcio Roberto (PMDB) ocupou a tribuna para criticar possíveis problemas na administração da Prefeitura Municipal de São Bento. Segundo ele, servidores de várias categorias do município estão com os salários atrasados, a gestão encontra-se com dívidas no comércio local e, atualmente, responde ações judiciais e acusações de licitações dirigidas.
 
Caravana da Saúde
O deputado Toinho do Sopão (PEN) fez um balanço das visitas da Caravana da Saúde da ALPB ao Hospital Geral Prefeito José Félix de Brito, em Itapororoca e ao Hospital Sebastião Rodrigues de Melo, no município de Itabaiana, nesta terça-feira (3). Ele elogiou a gestão da unidade de Itapororoca, mas, lamentou pelo hospital ainda não possuir laboratório e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), “o que impede que pacientes em estado grave sejam atendidos”.

“Apesar disso, o Hospital José Félix de Brito vem funcionando bem. Quero deixar os parabéns ao Governo do Estado por manter aquela administração. Bem que ela poderia gerir o Hospital de Trauma de João Pessoa, pois, atende uma média de quatro mil pessoas por mês, de 12 municípios, com investimento de apenas R$ 50 mil mensais”, disse.
 
Gestão do Hospital de Trauma 
Em seu pronunciamento, o líder da oposição, Anísio Maia (PT), disse que o processo de Acreditação do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena seria n uma espécie de “maquiagem”, para tentar esconder os problemas daquela unidade de saúde. Segundo o parlamentar petista, a empresa responsável pela concessão, o Instituto de Planejamento e Pesquisa de Acreditação em Serviços de Saúde (Ipass), teria “comercializado” a certificação.

“Tudo que o Ipass faz é cobrado por meio de contratos e taxas, portanto, não tem nada de empresa sem fins lucrativos, é uma empresa comercial, montada para vender certificação. Esta é a verdade. Como algumas empresas que, infelizmente, existem para vender diploma”, disse Anísio. Carlos Batinga também comentou sobre o tema e afirmou que gostaria de conhecer os critérios adotados pelo Ipass para a concessão da certificação ao Hospital do Trauma.

 Já o deputado Janduhy Carneiro (PTN) denunciou na tribuna da ALPB que a Cruz Vermelha Brasileira, empresa gestora do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, teria deixado de pagar a gratificação por produtividade aos funcionários da instituição. “Fica o registro desse equivoco, que é ilícito, pois, a produtividade que deveria ser inserida no contracheque dos servidores da gestão pactuada foi cortada”, disse. 
 
Homenagem a Polícia Militar
O líder do Governo, Hervázio Bezerra (PSB), voltou a destacar a ação da Polícia Militar da Paraíba, ocorrida no último dia 29 de novembro, que culminou na prisão em flagrante de três acusados de roubar malotes de um carro-forte. O parlamentar citou nominalmente os policiais envolvidos na prisão. São eles: o 2º sargento PM Antonio Falcão Santos Marinho e os soldados Eric Wagner Alves Arruda, Daniel de Freitas Vasconcelos e Flaviano Barbosa de Gusmão. “Bravos policiais que honram e dignificam o trabalho no Governo do Estado”, disse.

Da secom

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda