header top bar

section content

No Sertão: Suplente decide pedir ¨cabeça¨ de vereadora por faltas nas sessões

As duas parlamentares são da oposição, mas a suplente quer assumir a vaga e vai brigar na justiça para conseguir.

Por

07/10/2011 às 18h26

A primeira suplente de vereadora da cidade de Aparecida, na região de Sousa, Jucilânia Queiroga (Lainha – PSB), vai acionar a justiça para pedir a “cabeça” da parlamentar Maria de Fátima Nascimento (Ziza-DEM), por não participar das sessões ordinárias da Casa Legislativa.

De acordo com Lainha, Ziza faltou às reuniões da Câmara durante um mês inteiro, e segundo o regimento interno da Casa, o vereador não pode se ausentar sem justificar. Ela alega que a democrata deixou de participar de quatro sessões consecutivas e somente este ano já soma mais de 10 faltas. Ambas fazem parte da oposição.

Lainha já solicitou do presidente da Câmara, Francinaldo Pires (Didi de Pires – PR), as cópias das sessões e as gravações das reuniões da Casa Legislativa.

O outro lado
Em contato com a reportagem do Diário do Sertão, Didi de Pires, informou que não recebeu nenhum pedido oficial, mas confirmou que a suplente está pleiteando o cargo de Ziza.

O presidente afirmou que Lainnha já está constituindo um advogado e parece decidida em assumir uma vaga na câmara.

“Estamos aguardando o pedido oficial de Lainha para iniciarmos o procedimento”. Disse o presidente da Casa.

Ele adiantou também, que Ziza está na cidade de São Paulo acompanhando sua mãe, que passa por um problema de saúde.

DIÁRIO DO SERTÃO
 

Tags:
"TRAÍRA"

EXCLUSIVO: Rosilene rompe o silêncio, se solidariza com portais, diz estar arrependida em apoiar Amadeu na FPF e pede desculpas aos clubes

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Em Continência ao Senhor Jesus recebe os adoradores por excelência da Igreja Luz da Vida; Veja!

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na Tv recebe Guilherme Costa e Pisada do Chefe de Joca Claudino – PB; Confira!

EX-REITOR DA UFCG

VÍDEO: Thompson Mariz quer Ricardo no Senado e confirma João Azevedo para governador: “Não tem plano B”