header top bar

section content

A união de Vitu e Carlos e a perseguição de Rafael aos servidores da PM na Faisqueira

A coluna traz um resumo completa da política de Cajazeiras

Por

03/10/2011 às 00h37

Bar da Piaba
No famoso Bar da Piaba, no Sítio Riacho do Meio, no município de Cajazeiras, o deputado estadual Antonio Vituriano de Abreu, depois de degustar algumas piabas, falou em voz alta, ao de ser indagado sobre a eleição para prefeito de Cajazeiras: “é mais fácil eu votar em Carlos Antonio do que em Carlos Rafael”. É uma simbiose muito complicada, dificil dos “apaixonados” da situação aceitar, mas o fato, mesmo que Vituriano tenha dito “sob hipótese”, poderá ou não ser viabilizado.

Bar da Piaba 2
Vituriano estaria sendo “tentado” por alguns membros da própria família e por lideranças mais próximas do deputado estadual José Aldemir, além de membros do “coletivo” do governador Ricardo Coutinho, que têm interesse em ampliar o número de deputados da base aliada. Seria possível? Em política, nada, mas nadica de nada é impossível. Publicamente e quando “cutucado” pela imprensa, Vituriano nega tudo.

É só barulho
O deputado estadual José Aldemir foi recebido pelo governador Ricardo Coutinho no último dia 27, terça-feira, para dar informação do quadro político de sua região. Quem esteve também nesta audiência foi o vereador Marcos Barros, Presidente da Câmara de Cajazeiras, que está se filiando ao PSB, partido do governador e queria ouvi-lo sobre esta sua decisão.

É só barulho 2
Na oportunidade o governador teria dito que a legenda estaria sob o comando de Marcos e Dra Denise, lideranças maiores do partido, em Cajazeiras e como o seu candidato será Carlos Antonio, Dra Denise não deve ser a vice, mas sim Marcos Barros. O governador, entre muitas coisas disse: que a partir de janeiro de 2012 o “cancão” vai piar e quem for fraco vá saindo do meio. E com relação ao prefeito de Cajazeiras, teria dito apenas: ele só sabe fazer barulho e teria concluído: aguarde-me. Pelo ensarilhar das armas, vem chumbo grosso por aí.

Tentado
Um empresário cajazeirense teria sido, por mais de uma vez, convidado a mudar do poleiro de Carlos Antonio para o de Carlos Rafael e como ele parece ser bem sucedido financeiramente, não teria se encantado com a oferta, mas teria dado uma contraproposta, que pelo semblante do interlocutor, ela não vai ser aceita. Para 2012, o vaivém de algumas lideranças não vai custar tão barato como se pensa, mas é bom lembrar: “incorruptível só Deus e todo homem tem o seu preço”

Perseguição?
Um micro empresário de comunicação de Cajazeiras recebeu a visita de fiscais da prefeitura municipal da cidade, com oficio em mãos, com a determinação de recolher todos os talões de notas fiscais com o objetivo de proceder a uma fiscalização. O motivo desta inusitada visita teria sido porque a empresa estaria divulgando noticias que não estavam agradando os donos do poder da edilidade municipal.

Perseguição 2
Outra empresa de comunicação, que tem no seu quadro, um servidor público municipal concursado, recebeu uma determinação de sua chefe imediata, que a partir daquela data deveria ir trabalhar em outro setor. O motivo seria a de que este cidadão estaria dando noticias, na empresa em que trabalha, que não estaria agradando os donos do poder que estão de plantão na prefeitura.

Perseguição 3
Nesta mesma empresa de comunicação os seus proprietários, incluindo uma respeitável senhora de 88 anos de idade, estariam sendo ameaçados por um dos auxiliares do prefeito, de devassa em suas vidas particulares e de desapropriação de seus bens móveis, adquiridos honestamente ao longo de quase um século de muita luta e trabalho.

Perseguição 4
Estas pessoas que vivem do seu trabalho e que acreditam e lutam e querem uma Cajazeiras digna de seus filhos, não querem acreditar que o jovem e talentoso, prefeito, com futuro político promissor, seja o articulador de facínoras e mesquinhas atitudes ou de alguns jovens secretários da prefeitura, que pertencem a honradas e tradicionais famílias de nossa pacata cidade de Cajazeiras.

Perseguição 5
Perseguições deste quilate pertencem aos remotos anos 30, no período da revolução, quando muitos homens de bem e mulheres de valores inquestionáveis eram humilhados e suas vidas vilipendiadas com mentiras e seus nomes jogados na lama. Espera-se que neste governo não se instale este nojento comportamento e que figuras que desejam introduzi-lo sejam banidas urgentemente da vida pública.

Perseguição 6
Esta cidade sempre foi palco do contraditório, ao longo da sua história já deu valiosas lições de democracia, principalmente a de que o “poder não é eterno” e que os órgãos de comunicação deste país servem também para fazer criticas construtivas aos agentes políticos.
“Os cães (vira-latas) continuam latindo e a caravana vai passando”

“Esses moços/ Pobres moços/ah se soubessem o que eu sei”

DIÁRIO DO SERTÃO com Gazeta do Alto Piranhas

ENTREVISTA BOMBÁSTICA

VÍDEO: Declarações polêmicas e provocações marcam o programa Xeque-Mate com o ex-prefeito Carlos Antônio

VÍDEO

Ex-aliado diz que prefeito de Cajazeiras forma “organização criminosa” e aponta gordas gratificações

DIÁRIO ESPORTIVO

Confira o resumo da rodada no programa Diário Esportivo com Luiz Júnior

XEQUE MATE

VÍDEO: Carlos Antonio declara pela 1ª vez publicamente apoio a Júnior Araújo; “é cancela fechada”