header top bar

section content

Católicos pedem a CNBB a transferência de D. Aldo

Segmentos da Igreja Católica e representantes de movimentos sociais marcaram para a próxima quinta-feira (5), em João Pessoa, a realização de um público de apoio ao deputado-padre Luiz Couto (PT) e de repúdio à ação do arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, por afastar Couto das atividades eclesiásticas. A manifestaçãoestá prevista para iniciar às 15h, […]

Por

01/03/2009 às 09h03

Segmentos da Igreja Católica e representantes de movimentos sociais marcaram para a próxima quinta-feira (5), em João Pessoa, a realização de um público de apoio ao deputado-padre Luiz Couto (PT) e de repúdio à ação do arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, por afastar Couto das atividades eclesiásticas.

A manifestaçãoestá prevista para iniciar às 15h, no Parque Solon de Lucena, centro da Capital. Paralelamente aos preparativos para a realização do evento está sendo organizado um abaixo-assinado que será encaminhado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), pedindo a saída de Dom Aldo da Arquidiocese.

A professora Liliane Oliveira contou que além dos movimentos sociais, integrantes de Pastorais e cidadãos católicos também irão integrar-se ao ato público, por considerarem equivocada a decisão do representante da Igreja na Paraíba. “Luiz Couto acabou sendo vítima por ter se posicionado. As opiniões dele não divergem das já declaradas por outros membros da Igreja”, lembrou.

País se solidariza com Couto
A assessoria do deputado federalo Luiz Couto informou ontem que ele tem recebido manifestações de solidariedade emnadas de todas as regiões do País. Segundo José Moreira da Silva, assessor de Couto, as mafifestações de solidariedade estão sendo enviadas por e-mail, fax e telefonemas de cidadãos comuns e também de políticos e representantes religiosos.

Ele citou como exemplos, o presidente da Câmara Federal, Michel Temer; o presidente Nacional do PT, Ricardo Berzoini, o bispo emérito de João Pessoa, Dom José Maria Pires, e o bispo emérito de Goiás, Dom Tomás Balduíno. “Semana que vem estaremos publicando no portal do deputado (www.luizcouto.com) todas as notas de solidariedade que chegaram a nós”, garantiu.

Liliane Oliveira, professora e integrante da Marcha Mundial das Mulheres, disse que as pessoas pretendem fazer um protesto contra a intolerância e o preconceito, fatores que levaram o arcebispo a punir Luiz Couto, na opinião dela.

A professora ressaltou que além de prestarem solidariedade ao deputado, as pessoas pretendem manifestar a recusa por este tipo de comportamento.

Fonte: Portal Correio

AO VIVO

Assista a programa da TV Diário do Sertão – AO VIVO

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview