Entrevistas
27/12/2016 às 20h02 • atualizado em 27/12/2016 às 20h07

postado por: Jocivan Pinheiro

Frei revela que foi ‘chamado por Deus’ e que violência na Região 89 é apenas lenda; vídeo!

Frei Severino é administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, em Catolé do Rocha, há quase 6 anos

Severino Pinheiro da Silva Neto nasceu na cidade de Caiçara, no Estado do Rio Grande do Norte, em uma família com condições financeiras consideráveis para a época e que era fiel às tradições católicas. Neste Interview, Frei Severino recordou que sempre foi um católico fervoroso, principalmente pelas influências da mãe e da avó.

Ainda pequeno acostumou-se a ir à missa regularmente, acompanhado de seus pais. Ainda sobre essa época, ele lembrou que na sua casa havia várias plantas e que o primeiro botão de rosa que brotava, sua mãe retirava e ele levava para colocar no Santíssimo da Igreja.

Frei Severino durante missa em Catolé do Rocha

Quando a população começou a achar que a Igreja estava ‘morna’, Frei Severino se engajou nas missões se espelhando na experiência de São Francisco quando este recebeu o chamado de Deus: “Vai e reconstrói a minha Igreja’.

Sobre sua vocação, ele acredita ter sido chamado pelo próprio Deus. Mesmo sendo de uma família com boas condições financeiras, preferiu seguir a doutrina dos frades capuchinhos e fez voto de pobreza.

Frei Severino com os párocos da sua igreja

Frei Damião

Frei Severino disse ter crescido ouvindo relatos extraordinários de fatos que aconteceram durante as missões de Frei Damião. Ele disse não ter dúvidas da santidade do Frei Damião por ter existido na cidade de Catolé do Rocha um senhor que fez uma prece ao frade e não precisou fazer hemodiálise. Frei Severino considera Frei Damião um grande exemplo para a Igreja, assim como São Francisco.

Igreja Nossa Senhora dos Remédios, em Catolé do Rocha

Frei Severino é administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, em Catolé do Rocha, há quase 6 anos, e tem realizado um excelente trabalho de evangelização. Sobre o novo bispo diocesano de Cajazeiras, ele disse estar à disposição para ajudar na caminhada.

Sobre a fama de que a região de Catolé do Rocha é violenta, ele disse que a violência é um problema nacional e que a história de que a ‘microrregião 89’ é altamente violenta é, na verdade, uma lenda.

Frei Severino celebrando missa

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário