header top bar

section content

Padre critica políticos, fala do Padre Rolim e convida para marcha contra drogas em Cajazeiras

Em entrevista a TV Diário do Sertão, o sacerdote criticou classe política da cidade

Por

09/04/2013 às 19h51

O padre Janilson Rolim da Paróquia São João Bosco de Cajazeiras concedeu entrevista nesta terça-feira (09) ao programa Interview da TV Diário do Sertão. Na oportunidade, o padre falou sobre o sucesso e a revolução positiva que causou na paróquia que administra. Janilson revelou que deve todo o sucesso a sua Secretaria Pastoral que ele denomina como excelente.

Milagres
Janilson Rolim falou sobre importantes momentos da vida religiosa e citou inclusive alguns milagres que presenciou como de mulheres estéreis que engravidaram e um surdo-mudo que começou a falar e ouvir durante uma celebração. “Não faço milagre, mas Jesus faz”, disse.

Dentro desse contexto, Janilson falou inclusive sobre um testemunho de uma senhora que alcançou uma graça através do Padre Rolim de Cajazeiras, entretanto, ele disse que esse fato está sendo estudado. Para Janilson, falta biografia e memória do sacerdote cajazeirense. “Suas coisas caíram nas mãos da classe política, devíamos ter um museu do Padre Rolim, mas nada disso acontece”, disse.

Sacerdócio
O padre Janilson Rolim entrou no seminário aos 18 anos de idade e revelou que, antes de tomar essa decisão, teve uma namorada a quem sempre citava essa possibilidade de entrar na vida religiosa. Segundo ele, tempos depois, a própria namorada foi deixá-lo no seminário. “Meu último beijo foi na porta do seminário, mas ela não ficou triste, pois, me perdeu pra Jesus Cristo”, disse o padre.

Janilson contou um pouco sobre sua indecisão antes de entrar no seminário e revelou também que pediu a Deus um sinal. “Fui um evento em Cuiabá e lá pedi a Deus que se fosse escolhido para ler a primeira leitura entraria na vida religiosa. Tanto fui escolhido como fui às lágrimas e entendi que através da leitura onde Deus chama Samuel, o recado era pra mim”, relatou.

O padre que tem cinco anos de ordenação é também coordenador do Filosofia e vice-diretor da Fafic (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras).

Marcha
Aproveitando a oportunidade, o padre Janilson Rolim falou sobre a IV Marcha Contra as Drogas em Cajazeiras. De acordo com ele, 60% dos jovens que são enviados para fazendas de recuperação, voltam a se vincular normalmente na sociedade, inclusive, um deles estará cantando na Marcha. “Se eu não percebesse os frutos da Marcha, não insistiria”, disse.

O padre revelou que, por conta dessa marcha já recebeu intimidações e até pessoas da classe política que chegaram a lhe dizer que seu trabalho era vão, pois isso era guerra perdida.

Entretanto, o padre da São João Bosco não perdeu o foco e troxe este ano uma programação ainda mais extensa.

DIÁRIO DO SERTÃO

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview