header top bar

section content

Coren tenta reduzir jornada de trabalho e implantar piso salarial na região de Cajazeiras – VÍDEO

A meta é reduzir para 30 horas semanais a jornada dos enfermeiros. Para isso, o Coren-PB tem visitado municípios e procurado dialogar com gestores

Por Jocivan Pinheiro

27/05/2016 às 18h06 • atualizado em 27/05/2016 às 18h12

Durante visita a Cajazeiras, o presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB), Ronaldo Miguel, disse que continua lutando para reduzir a jornada de trabalho da categoria em alguns municípios, implantar o piso salarial e acabar com os cursos à distância.

Ronaldo Miguel, presidente do Coren-PB

Ronaldo Miguel, presidente do Coren-PB

A meta é reduzir para 30 horas semanais a jornada dos enfermeiros. Para isso, o Coren-PB tem visitado com frequência os municípios e procurado dialogar com os gestores, segundo Ronaldo.

“Essa gestão tem se preocupado em vir até as cidades e fazer contato com a gestão, com os profissionais e com a comunidade, coisa que antigamente não existia”, ressalta.

“No Estado já são 30 horas para todo profissional de saúde desde 2006, então agora cabe aos municípios reconhecer essa profissão”, completa.

Já em relação ao piso salarial, Ronaldo lembrou que tramita em Brasília um Projeto de Lei para implantá-lo nacionalmente, porém, devido à crise política, o PL não entra em votação.

Outra luta do Coren-PB é para acabar com os cursos à distância. Para Ronaldo, é um absurdo formar profissionais de saúde sem o toque no paciente, sem a humanização.

DIÁRIO DO SERTÃO

RELIGIÃO

VÍDEO: Padre da região de Patos fala sobre promessa de cura e restauração em missas: “Quem cura é Jesus”

NO ACÚSTICO DIÁRIO

VÍDEO: Músico que foi atingido por um tiro em São José de Piranhas se emociona ao relatar o fato

NESTE FIM DE SEMANA

VÍDEO: Comerciante africano traz a Cajazeiras feira popular de São Paulo que vende pela metade do preço

DIRETO AO PONTO

Nutricionista sousense fala sobre a hipertensão e ensina receita de sal de ervas