header top bar

section content

veja mais Região de Cajazeiras

PB tem casos suspeitos de dengue em 219 cidades, Apenas uma cidade da região de CZ está fora de risco

“É importante evidenciar que a sinalização de casos suspeitos de dengue é a base para o planejamento das ações de Assistência à Saúde", disse a gerente.

Por Luzia de Sousa

12/01/2017 às 05h01 • atualizado em 12/01/2017 às 08h34

Aedes aegypti (Foto: James Gathany/PHILL, CDC/VEJA)

Dos 223 municípios paraibanos, 219 registraram ocorrências de casos suspeitos de Dengue. Apenas as cidades de Carrapateira, Matinhas, São Domingos do Cariri e Serraria não sinalizaram casos da doença sistema. A informação faz parte do primeiro boletim da Dengue, Zika e Chikungunya de 2017, divulgado na última segunda-feira (10).

+ Secretaria da Saúde divulga novo boletim da dengue, zika e chikungunya

“É importante evidenciar que a sinalização de casos suspeitos de dengue é a base para o planejamento das ações de Assistência à Saúde, Vigilância Epidemiológica e Ambiental”, disse a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Renata Nóbrega.

Segundo o boletim, de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2016 (52ª Semana Epidemiológica) foram notificados 44.374 casos de dengue na Paraíba. No mesmo período de 2015 registrou-se 29.858 casos, o que representa um aumento de 48,61%. no mesmo período também foram notificados 20.928 casos de chikungunya.

A Gerência Epidemiológica de Vigilância Sanitária (GEVS) destaca que a confirmação laboratorial do primeiro caso da doença na Paraíba ocorreu em dezembro de 2015 , com picos de casos entre a 13ª e a 20ª Semana Epidemiológica, o que corresponde ao 2º trimestre do ano, período de maior volume pluviométrico. Quanto aos casos notificados de Zika Vírus, entre 1º de janeiro e 31 de dezembro do ano passado, foram registrados 4.899.

De acordo com a SES, existem atualmente três Unidades Sentinelas do Zika Vírus na Paraíba, implantadas para identificar a circulação viral, nos municípios de Bayeux, Campina Grande e Monteiro, conforme recomendação do Ministério da Saúde.

Mortes
De 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2016, a SES registrou 108 mortes suspeitas por arboviroses, desse total, 32 foram confirmadas por Chikungunya e sete por dengue, os demais casos estão em investigação.

Situação de risco
O levantamento da SES aponta que 32 cidades paraibanas estão em situação de risco. No período de 24 a 28 de outubro de 2016, foi realizado na Paraíba o 3º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRa) e Levantamento de Índice Amostral do Aedes aegypti (LIA), este último, para municípios que possuem até 1.999 imóveis, conforme preconizado pelo MS.

​Os resultados, além de apresentarem a média dos indicadores larvários, revelam os espaços intraurbanos com as áreas de maior densidade de larvas, o que contribui para o direcionamento e, consequentemente maior efetividade das ações de combate do vetor, segundo a Secretária de Saúde.

Do G1

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe a atleta Rebeca Café e as integrantes do Cajá Volley de Cajazeiras

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 19.05.2017

MARIA CALADO NA TV

Banda cajazeirense estourada na Paraíba mostra autêntico forró no programa Maria Calado na TV e público aprova atração. VEJA VÍDEO!

INTERVIEW

Equipe de Mountain bike Team Race da cidade de Cajazeiras conta sua trajetória e incentiva a população a participar dessa modalidade. Confira!