header top bar

section content

Novo estudo mostra os perigos de passar muito tempo sentado

Estudo mostra os perigos e o que afetam na sua saúde

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

19/02/2017 às 13h33 • atualizado em 18/02/2017 às 20h36

Pessoas mais sedentárias são 14% mais propensas a ter um ataque cardíaco ou problema semelhante do que aqueles que são menos sedentários (Foto: iStock)

Um estudo recente publicado na revista científica “JAMA” mostrou que pessoas sedentárias são mais propensas a ter um ataque cardíaco. O risco é ainda maior quando as pessoas passam mais de 10 horas de vigília todos os dias sentados, assistindo a televisão ou dirigindo.

Para a análise, os pesquisadores coletaram dados sobre mais de 700.000 pessoas, de nove estudos. Eles descobriram, após 11 anos de acompanhamento, que as pessoas que eram as mais sedentárias (cerca de 12 horas e meia não-ativas por dia) eram 14% mais propensas a ter um ataque cardíaco ou problema semelhante do que aqueles que eram os menos sedentários (cerca de duas horas e meia horas não-ativas por dia), mesmo após iniciarem práticas de atividade física.

Felizmente, uma segunda análise que incluiu dados sobre mais de 1 milhão de pessoas revelou que praticar 60 a 75 minutos de atividade física de intensidade moderada a cada dia parece reduzir o risco elevado de morrer entre as pessoas que passam mais de oito horas por dia sentado.

Os pesquisadores concluíram que é fundamental reservar algum tempo para a prática de atividade física.

Forbes

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan