header top bar

section content

Governo inicia capacitação e aperfeiçoamento em Sala de Vacina

Realizado em parceria com o Cefor-PB e a Espep, o curso é oferecido por macrorregião de saúde.

Por Priscila Belmont

07/04/2017 às 16h35

A Capacitação e Aperfeiçoamento em Sala de Vacina acontece na modalidade Ensino à Distância (EAD).

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, deu início nessa quinta-feira (6), ao Curso de Capacitação e Aperfeiçoamento em Sala de Vacina. Realizado no auditório da Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep), o curso é destinado a enfermeiros e técnicos de enfermagem atuantes na rede de salas de vacina do SUS na Paraíba, e tem por objetivo proporcionar a esses profissionais conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para conduzirem estrategicamente a implementação das normas e rotinas em vacinação, segundo orientações do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (PNI/MS).

Estiveram presentes na recepção e boas-vindas aos alunos, a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Renata Nóbrega, a coordenadora pedagógica do Centro Formador de Recursos Humanos da Paraíba (Cefor-PB), Juliana Assis, a superintendente da Espep, Luciane Coutinho e a secretária executiva de Saúde da Paraíba, Maura Sobreira.

Realizado em parceria com o Cefor-PB e a Espep, o curso é oferecido por macrorregião de saúde. Nos dias 6 e 7 de abril tem início o curso para a 1ª Macro e dia 30 de abril na 2ª e 3ª Macro. Na 4ª Macro, o curso teve início na terça-feira (4).

A Capacitação e Aperfeiçoamento em Sala de Vacina acontece na modalidade Ensino à Distância (EAD), com carga horária de 60 horas para cada turma, sendo 16 horas presenciais (referentes a dois momentos de 8 horas, cada) e 44 horas à distância, através da plataforma Moodle. Os momentos presenciais acontecerão nas cidades sedes das macrorregiões de saúde – João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa. Os encontros ocorrem no início e final do curso para cada turma. O conteúdo está distribuído em sete módulos de aprendizagem.

São oferecidas 25 turmas simultâneas, com duração de aproximadamente três meses, distribuídas pelas quatro macrorregiões de maneira equânime, de acordo com o quantitativo de salas de vacina cadastradas no PNI/MS. No decorrer do ano serão concluídas 100 turmas, contemplando assim mais de dois mil profissionais atuantes nas salas de vacina do estado.

“No âmbito nacional e estadual já conseguimos avanços na questão da redução da mortalidade infantil, que diminuiu em torno de 30% nos últimos dez anos, e isso se deve também a questão das vacinas, do Programa Nacional de Imunização, que é inclusive referência mundial. Esse destaque é importante por mostrar o trabalho que vem sendo realizado com sucesso, e que hoje estamos aqui nessa capacitação para melhorar ainda mais esse índice”, disse Renata Nóbrega.

Renata lembrou ainda da importância do profissional de Sala de Vacina para a saúde da população. “É preciso ressaltar o papel do enfermeiro e técnico de enfermagem nesse processo, pois são os responsáveis pelo acompanhamento, principalmente no âmbito de estratégia da Saúde da Família. Devemos entender que esse processo é extremamente importante para atualizar todos os profissionais quanto as novas vacinas que foram inseridas no programa, com o intuito de sempre melhorar nossa capacidade, pensando também no propósito coletivo enquanto estado, juntos e unidos, buscando cada vez mais reduzir a mortalidade na Paraíba”, explicou.

A secretária executiva de Saúde do Estado, Maura Sobreira, lembrou que o curso é realizado a partir de uma parceria com o Governo Federal. “Fortalece uma importante prática de saúde e historicamente ajuda a reduzir a mortalidade infantil, a melhorar os indicadores de saúde na questão da vacinação. No final do curso, teremos mais de dois mil profissionais entre enfermeiros e técnicos de enfermagem devidamente qualificados. Devo destacar também que essa formação visa exatamente fortalecer esse processo de imunização aqui no estado, onde temos registros de que esse tipo de prática pode, de fato, auxiliar a fortalecer a redução da mortalidade materna, além de melhorar alguns indicadores de saúde”, disse Maura.

Secom

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis