header top bar

section content

Homem se acorrenta em frente à 9ª Gerência de Saúde para cobrar equipamento que mantém sua filha viva; diretora garante solução

Pela segunda vez em menos de um ano, Flávio Coelho recorreu ao uso de cadeado e correntes para cobrar providências da Secretaria de Saúde do Estado

Por Jocivan Pinheiro

19/04/2017 às 15h46 • atualizado em 19/04/2017 às 16h07

Pela segunda vez em pouco menos de um ano, Flávio Coelho recorreu ao uso de cadeado e correntes para cobrar providências da Secretaria de Saúde do Estado com relação ao tratamento de sua filha, que sofre de uma doença rara e só consegue se alimentar através de sonda.

É que na manhã desta quarta-feira (19) ele se acorrentou em frente à 9ª Gerência Regional de Saúde em Cajazeiras para exigir que o órgão providencie com urgência um equipamento chamado botton, que faz parte da sonda. Flávio ganhou na Justiça o direito de receber esse equipamento do Governo do Estado.

Ele já havia feito esse mesmo protesto se acorrentando em frente ao fórum da cidade de Uiraúna em maio do ano passado. Naquela ocasião a intenção era cobrar do Estado uma espécie de leite especial usado na alimentação da sua filha.

VEJA TAMBÉM: Pai faz greve de fome por transplante para o filho e se acorrenta por 15 dias em frente à Justiça Federal

Flávio acorrentado em frente à 9ª Gerência Regional de Saúde em Cajazeiras

Segundo ele, recentemente a garota sofreu uma infecção porque o botton estava vazando. No entanto a troca do equipamento ainda não ocorreu, e Flávio acha que está havendo negligência no processo burocrático, já que a empresa alega que ainda não recebeu o empenho da compra do equipamento por parte da Secretaria de Saúde do Estado, enquanto que a diretora da 9ª Gerência Regional de Saúde garante que o empenho já está com a empresa e que esta vai enviar o equipamento até a próxima sexta-feira.

“Se tivesse mandado esse empenho para a empresa eu não ia estar aqui, mas até às 9h da manhã eles não tinham mandado o número do empenho para a empresa. Eu só saio daqui agora com essa peça na mão”, protesta o rapaz.

Gerente regional de saúde garante que problema será resolvido essa semana

O outro lado

A diretora da 9ª Gerência Regional de Saúde, Amélia Fonseca, explica que a demora em adquirir o botton se dá porque o equipamento não faz parte da lista de medicamentos e materiais excepcionais disponibilizados pela Secretaria de Saúde do Estado, além de ser difícil de encontrar no mercado, o que implica em vários processos burocráticos obrigatórios para comprá-lo, incluindo licitação. Mas ela afirma que a empresa prometeu encaminhar o botton nesta quinta, com chegada a Cajazeiras prevista para sexta.

“Em nenhum momento a gente está aqui para dificultar. Muito pelo contrário. Nosso papel é de facilitar as questões. E quando ele colocou a necessidade dele, a gente sempre foi sensível ao caso. Já faz um bom tempo que a gente acompanha esse caso. Mas infelizmente o processo passa por algumas aquisições. Mas amanhã acreditamos que vai estar aqui”, avisa a diretora.

DIÁRIO DO SERTÃO

SOLIDARIEDADE

Campanha busca arrecadar recursos para construir sede de associação que cuida de idosos; saiba como contribuir – VÍDEO!

TRANSPARÊNCIA

Reeleito, presidente da câmara de vereadores de Bonito de Sta. Fé faz presta contas dos seus trabalhos a frente do poder legislativo

LENDAS VIVAS

Especial São João: Ícones do forró, Chico Amaro revela por que quase parou, e Nonato Cearense relata encontro com Luiz Gonzaga – VÍDEO!

BALANÇO DIÁRIO

Na véspera da noite de São João, Programa Balanço Diário recebe o forró Tora Chinela e comemora o aniversário de Kyioshi Abreu