header top bar

section content

Prefeito de Cachoeira dos Índios é acusado de ignorar concurso para contratar apadrinhados; Aprovados acionam MP e alegam “perseguição”

A prefeitura de Cachoeira dos Índios, na região de Cajazeiras está respondendo uma ação no Ministério Público por possível contratação irregular de servidores.

Por Luzia de Sousa

28/04/2017 às 09h05 • atualizado em 28/04/2017 às 11h28

Denúncia sobre falta de água em Cachoeira dos Índios

A prefeitura de Cachoeira dos Índios, na região de Cajazeiras está respondendo uma ação no Ministério Público por possível contratação irregular de servidores. A informação é da família de concursados do município.

Veja mais!

+ ‘A GRANDE FAMÍLIA’? Esposa, tios, primo e sogro são os secretários nomeados por prefeito da região de Cajazeiras; Gestor responde e alfineta: “Oposição não se conformou com a derrota”

+ ‘A GRANDE FAMÍLIA DOIS’: Cresce lista de parentes do prefeito Alan Seixas no governo

Ramon Feitosa foi aprovado em primeiro lugar e Tália Moura em segundo lugar nas vagas de médicos ofertadas no último concurso, que dispunha de três oportunidades, mas de acordo com informações chegadas a reportagem, a prefeitura teria contratado antes deles, os classificados em terceiro e quarto lugar, além de outro profissional que não teria realizado o certame.

A família explicou que os aprovados fizeram um protocolo de entrega de documentação, e após três semanas seguidas foram à prefeitura e não foram informados a data da posse, mas para surpresa deles, tomaram conhecimento que o terceiro e quarto lugar já estavam trabalhando.

Segundo a família, os aprovados em primeiro e segundo lugares ameaçaram entrar com ação no MP, só assim foram convocados, mas foram obrigados a trabalhar na Policlínica, que teria sido aberta sem autorização dos órgãos de fiscalização de saúde e com salários muito inferiores para a classe.

Os concursados reclamam que os demais foram empossados e designados para os PSF´s, onde recebem salários na ordem de R$ 12 mil, atribuindo o fato a “perseguição política”.

Mais
Situação semelhante parece ocorrer com monitores de creche, onde há concursados, mas segundo dados do Tribunal de Contas do Estado, a prefeitura contratou por excepcional interesse público, ou seja, sem concurso, conforme consta abaixo.

Contratados pela prefeitura, segundo Tribunal de Contas da Paraíba

Lista dos concursados para Monitor de Creche

O outro lado
O secretário de comunicação do município, Júnior Soares explicou nesta sexta-feira (28), a redação do Diário do Sertão, que os médicos foram convocados e estão recebendo do município, porém, estão ficando com faltas, pois não estão comparecendo aos postos de trabalho.

Júnior Soares alegou questões políticas, e disse que Ramon Feitosa coordenou a campanha do ex-prefeito Francisco Ricarte (Bodim-DEM), que não logrou êxito na reeleição e Tália Moura é filha da ex-candidata a vice-prefeita, Maria Moura (PR), o que poderia está causando insatisfação dos profissionais médicos.

Quanto aos monitores de creche, o auxiliar do prefeito relatou que todos os aprovados no concurso foram convocados e as vagas que ‘sobraram’, a gestão contratou por excepcional interesse público.

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!