header top bar

section content

Caravana do Coração chega a Patos e já atende mais de 600 pessoas no Sertão

A ação é fruto de uma parceria do Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), com a ONG Círculo do Coração de Pernambuco. Vai percorrer 13 cidades paraibanas. Neste sábado (1), será a vez de Itaporanga.

Por Priscila Belmont

30/06/2017 às 16h50

Caravana do Coração - Foto: Ricardo Puppe

O pequeno Nicolas Pereira, de um ano e sete meses, brincou feliz com o pai, Jhony Rangel, durante o acolhimento da 5ª Caravana do Coração, na Faculdade Integrada de Patos (FIP), onde o evento foi realizado nesta sexta-feira (30). Ele nasceu com um sopro no coração e estava pela primeira vez na Caravana. A ação é fruto de uma parceria do Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), com a ONG Círculo do Coração de Pernambuco. Vai percorrer 13 cidades paraibanas. Neste sábado (1), será a vez de Itaporanga.

“Ele já é acompanhado aqui em Patos e com mais este apoio aumenta muito a nossa segurança”, disse o pai de Nicolas. Para as famílias atendidas, além de segurança, o evento proporciona conhecimento. Graciele Santos Silva, de 28 anos, de São Mamede, está grávida de oito meses. Foi encaminhada para a Caravana porque tem gravidez de risco provocada por hipertensão arterial. “Na minha primeira gravidez, tive pré-eclâmpsia por conta da pressão alta que ninguém detectou no pré-natal. Agora, como eu já sei, tomo remédio e todos os cuidados necessários. A Caravana é ótima porque nos orienta sobre coisas que a gente nem sabia, como por exemplo, a gestante pode e deve ir ao dentista; o bebê deve ir também logo que os dentes começarem a nascer e outras coisas. Com todo esse cuidado, tenho fé que o meu filho vai nascer bem”, falou.

Um dos serviços oferecidos pela Caravana do Coração é o de psicologia. “Nosso papel é conversar e acolher o sentimento daquele momento”, explicou a psicóloga do Círculo do Coração, Adriana Vieira. Ela acompanhou o atendimento de Tales Araújo, de um ano e três meses, que tem microcefalia. “Estas famílias nos dão uma grande lição de amor e desprendimento quando nos provam que uma criança com microcefalia é um filho como outro qualquer; só o cuidado que é diferente”, revelou a profissional.

A mãe de Tales tem 17 anos. Ela só soube que o filho tinha microcefalia na hora que nasceu. “Foi um choque, mas o amor que sinto por ele é dobrado. E eu sofro por conta do sofrimento dele, pois tem secreção 24 horas, dificuldade pra respirar; cansaço e outras complicações da doença”, disse.

Na Caravana do Coração, crianças como Tales passam por avaliação nutricional, com fonoaudiólogo, fisioterapeuta, exames cardiológicos e recebem todo o encaminhamento necessário.

As pessoas atendidas em Patos são dos 24 municípios da região. O prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, esteve na FIP e comentou: “O nosso município sempre está à disposição para cooperar com ações como estas”.

O gerente regional de Saúde, José Leudo Farias, fez a recepção dos cerca de 100 profissionais da Caravana. “A cada ano, a Caravana vem ficando maior e isso é uma prova de que o trabalho vem dando certo. Nós da Gerência não medimos esforços para contactar, integrar e convencer os municípios a enviarem os seus moradores que necessitam tanto destes atendimentos”, afirmou.

Atendimentos – Nos quatro primeiros municípios, a 5ª Caravana do Coração atendeu 617 pessoas, sendo 149 em Cajazeiras (dia 26); 137 em Sousa (dia 27); 193 em Catolé do Rocha (dia 28) e 138 em Pombal (dia 29).

Os 617 pacientes atendidos (435 crianças e 182 gestantes) geraram 423 atendimentos na Cardiologia; 575 na Enfermagem; 570 na Odontologia; 423 ecocardiogramas pediátricos; 17 na Fisioterapia; 97 Ultrassonografias obstétricas; 214 sreptotestes; 160 na Nutrição; 17 na Fonoaudiologia; 5 ecocardiogramas fetais; 115 na Obstetrícia e 2 na Psicologia

A presidente da ONG Círculo do Coração, Sandra Mattos, disse que nas quatro primeiras cidades foram constatadas muitas patologias. “Três pacientes foram encaminhados para urgência, sendo uma criança para o Arlinda Marques; outra pro HU de Campina Grande e uma gestante para a Maternidade de Patos. Além disso, está havendo muito agendamento para cirurgias pós-caravana”, disse.

Em cada cidade, são abertas 100 vagas para crianças com cardiopatia ou com suspeita; 100 para gestantes de alto risco e para crianças com microcefalia, não há limite de vagas. A triagem e o encaminhamento dos pacientes são feitos pelos municípios que também são responsáveis pelo transporte.

Próximas cidades a serem visitadas:

01/07 – Itaporanga
02/07 – Princesa Isabel
03/07 – Monteiro
04/07 – Esperança
05/07 – Picuí
06/07 – Guarabira
07/07 – Itabaiana
08/07 – Mamanguape

Secom

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan