header top bar

section content

Estresse pode atrapalhar sua rotina e também sua saúde bucal

O estresse não é uma enfermidade, mas pode se tornar, prejudicando a saúde geral e a qualidade de vida, o que inclui a saúde bucal

Por MSN

16/04/2018 às 09h21

Estresse no trabalho é uma das causas (Foto: IStock/Getty Images)

Lidar com todas as demandas do dia a dia, enfrentar os problemas e a pressão por desempenho têm deixado as pessoas doentes. Na verdade, o estresse não é uma enfermidade, mas pode se tornar, prejudicando a saúde geral e a qualidade de vida, o que inclui a saúde bucal.

SINAIS DE ALGO NÃO VAI BEM
Daiane Peruzzo (CROSP 97597), periodontista e professora de Odontologia da faculdade São Leopoldo Mandic, explica que os sintomas do estresse podem ser percebidos na boca: em muitos casos, a redução na salivação, que causa a sensação de boca seca, é um sinal de que algo não vai bem.

A AÇÃO HORMONAL
Quando as pessoas estão em situações de estresse, ocorre a maior liberação de hormônios como hidrocortisona, cortisol e adrenalina, além da produção de moléculas sinalizadoras. “Essas substâncias são responsáveis por regular funções corporais, como o sistema imune. Assim, o estresse desencadeia um efeito pró-inflamatório que, aliado aos maus hábitos de higiene, tornam a boca um ambiente propício para o aparecimento de doenças como gengivite e periodontite, halitose, cáries e aftas”, salienta.

ESTRESSE POTENCIALIZA COMPORTAMENTOS NOCIVOS
Comportamentos típicos de uma rotina atribulada, como deixar a saúde bucal em segundo plano e não ter uma alimentação saudável, são potencializados pelo estresse. Além disso, algumas situações podem levar ao aumento do tabagismo e ao consumo de bebidas alcoólicas. “Já está bem determinado em estudos científicos que o fumo é fator de risco para o desenvolvimento e a progressão das doenças relacionadas ao periodonto (gengiva e osso alveolar). Além disso, o fumo e o álcool são fatores de risco para o desenvolvimento de câncer oral”, explica a dentista.

CUIDADO COM O BRUXISMO
A tensão emocional gerada pelo estresse também pode causar bruxismo, aquele ranger de dentes, principalmente noturno, que desgasta os dentes e costuma levar a problemas na articulação e danos aos tecidos bucais.

A IMPORTÂNCIA DA SALIVA
Simultaneamente, a saliva, que contém importantes anticorpos em sua composição, passa a ter um fluxo reduzido, diminuindo, assim, a proteção contra microrganismos. “Com a redução da salivação ocorre o aumento de bactérias na cavidade bucal. Os microrganismos que ficam na língua e nas superfícies dentais utilizam resíduos alimentares, células descamadas das mucosas orais e proteínas da saliva para transformá-las em fonte de energia. Em decorrência desta transformação, há a liberação de gases que possuem enxofre em sua composição, responsáveis pelo odor desagradável percebido como mau hálito”, esclarece Peruzzo.

FOCO NO TRATAMENTO!
Para tratar os problemas bucais em casos de estresse, o foco deve ser eliminar o fator causador, o que envolve outros profissionais da área da saúde. Em relação aos problemas de ordem odontológica, é sempre importante lembrar da máxima “prevenir é melhor do que remediar”. Desta forma, cuidados com a higiene bucal, consumo controlado de açúcar e hidratação são fatores que auxiliam na prevenção do estabelecimento das doenças, em qualquer situação.

Fonte: https://www.msn.com/pt-br/saude/saudebucal/estresse-pode-atrapalhar-sua-rotina-e-também-sua-saúde-bucal/ss-BBHaBzJ?li=AAggFpd#image=7

CALDEIRÃO POLÍTICO

Radialista comenta a polêmica união do Prefeito de São João do Rio do Peixe com Ricardo Coutinho. VEJA

CASOS QUASE PERDIDOS

VÍDEO: Médico cajazeirense relata ‘milagres’ na sala de cirurgia que ‘resgataram’ pacientes da morte

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”