header top bar

section content

Com câncer, mulher do Sertão ganha ação na Justiça para remédio, mas nunca chegou

A decisão impõe multa diária de mil reais em caso de descumprimento, mas mesmo assim, o remédio ainda não chegou para a agricultora.

Por Luzia de Sousa

09/04/2016 às 19h52 • atualizado em 09/04/2016 às 20h17

Uma mulher da cidade de Pombal, no Sertão do estado ganhou na Justiça o direito a dois medicamentos para o tratamento de câncer, porém, ainda não recebeu o remédio.

A agricultora Rozelita de Farias contou que seu câncer é de mamas, mas avançou e alcançou os pulmões. Há dez meses ela começou o tratamento em Campina Grande.

Por mês a família gasta em média R$ 500 só com remédios mais simples e vitaminas, mas em dezembro, a médica solicitou dois novos medicamentos, que teria que tomar 17 doses para impedir o avanço da doença, mas cada uma dose custa cerca de R$ 20 mil

Rozelita da cidade de Pombal (Foto: Vídeo G1PB)

Rozelita da cidade de Pombal (Foto: Vídeo G1PB)

O advogado Diego Diniz, amigo da família entrou com uma ação judicial. A

Justiça determinou em fevereiro que as secretarias de saúde do estado e município deveriam juntas fornecer o medicamento.

A decisão impõe multa diária de mil reais em caso de descumprimento, mas mesmo assim, o remédio ainda não chegou para a agricultora.

“Preciso viver e tudo depende desse remédio”, disse Rozelita

O outro lado
A Secretaria de Saúde do estado informou que um dos medicamentos está à disposição na gerência de Campina Grande e alegou que o segundo deve ser fornecido pela Secretaria de Pombal.

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

PSICOLOGIA & FILOSOFIA

Cajazeirense que vendia poesia pra pagar curso em SP fala sobre sonhos e objetivos no “Psicologia no Ar”