header top bar

section content

Com câncer, mulher do Sertão ganha ação na Justiça para remédio, mas nunca chegou

A decisão impõe multa diária de mil reais em caso de descumprimento, mas mesmo assim, o remédio ainda não chegou para a agricultora.

Por Luzia de Sousa

09/04/2016 às 19h52 • atualizado em 09/04/2016 às 20h17

Uma mulher da cidade de Pombal, no Sertão do estado ganhou na Justiça o direito a dois medicamentos para o tratamento de câncer, porém, ainda não recebeu o remédio.

A agricultora Rozelita de Farias contou que seu câncer é de mamas, mas avançou e alcançou os pulmões. Há dez meses ela começou o tratamento em Campina Grande.

Por mês a família gasta em média R$ 500 só com remédios mais simples e vitaminas, mas em dezembro, a médica solicitou dois novos medicamentos, que teria que tomar 17 doses para impedir o avanço da doença, mas cada uma dose custa cerca de R$ 20 mil

Rozelita da cidade de Pombal (Foto: Vídeo G1PB)

Rozelita da cidade de Pombal (Foto: Vídeo G1PB)

O advogado Diego Diniz, amigo da família entrou com uma ação judicial. A

Justiça determinou em fevereiro que as secretarias de saúde do estado e município deveriam juntas fornecer o medicamento.

A decisão impõe multa diária de mil reais em caso de descumprimento, mas mesmo assim, o remédio ainda não chegou para a agricultora.

“Preciso viver e tudo depende desse remédio”, disse Rozelita

O outro lado
A Secretaria de Saúde do estado informou que um dos medicamentos está à disposição na gerência de Campina Grande e alegou que o segundo deve ser fornecido pela Secretaria de Pombal.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan