header top bar

section content

veja mais Região de Vale do Piancó

EM COLAPSO TOTAL: Importante açude do Sertão atinge 2,6% do volume total de água

Em crise Hídrica, Açude Mãe D'água, com apenas 10% de sua capacidade, passa a perenizar rios da região.

Por Priscila Belmont

15/10/2016 às 06h00 • atualizado em 15/10/2016 às 07h18

Açude de Coremas chega a 2,3% da sua capacidade

A Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) divulgou esta semana números alarmantes acerca do nível de armazenamento de água do açude Coremas. O açude, que compartilha do mesmo nome da cidade, está com apenas 2,6% de sua capacidade total. Como medida para seu baixo volume o reservatório sofreu uma redução na perenização dos rios Piancó, Piranhas e outros, que passaram a receber um fluxo de águas por parte do açude Mãe D’água, que também se encontra com níveis alarmantes em seu reservatório, portando pouco menos de 10% de capacidade máxima.

+Maior açude do Sertão paraibano entrará em colapso total; “No final do mês”. VEJA VÍDEO

Em consonância com a Agência Nacional de Águas (ANA), a perenização de intervalos dos rios Piancó e Piranhas, que abastecem cidades da Paraíba e do Rio Grande do Norte está utilizando águas do reservatório do açude Mãe d’água, utilizando uma vazão 2,6 m³/s, porém o açude de Coremas ainda libera uma vazão de 0,5 m³/s para tais rios. Em conformidade com a ANA, há uma falha na barragem onde fica impossibilitado o fechamento total de uma das válvulas do reservatório, pois a mesma estaria danificada, liberando uma vasão constante de 3,1 m³/s para trechos do rio Piancó, no Sertão do estado.

De acordo com a ANA, a medida consta que quando o açude de Coremas alcançar a capacidade de apenas 14,9 milhões de metros cúbicos, o método adotado de captação de águas será por meio de bombas flutuantes, para garantir o abastecimento apenas do município de Coremas, visto que abaixo desse volume, o método por meio de gravidade perde a eficiência. Prevista para entrar em vigor no período de outubro e novembro deste ano, tal medida foi anunciada em uma reunião ocorrida na cidade de Campina Grande, no dia 9 de junho, no estado da Paraíba.

Os dados fornecidos pela Aesa constam que o açude de Coremas, que tem capacidade para armazenar 591.646.222 milhões de metros cúbicos, hoje mantém em seus reservatórios apenas 15.636.454 milhões. Já açude Mãe D’agua tem em sua total capacidade um número de 567.999.136 milhões de metros cúbicos, registra apenas 56.456.494 milhões em seu reservatório, representando cerca de 9,9% de sua totalidade.

O açude de Coremas, durante o período dos 13 dias iniciais do mês de outubro perdeu cerca de 2,49 milhões de metros cúbicos, onde no primeiro dia de analise o açude estava com 19,123 milhões de metros cúbicos e no ultimo dia do intervalo, com apenas 15,636 milhões, é mostra o gráfico divulgado pelo site da Aesa.

.

Gráfico diário do volume armazenado no mês (Foto: Reprodução/Aesa)

Gráfico diário do volume armazenado no mês (Foto: Reprodução/Aesa)

DIÁRIO DO SERTÃO com G1 PB

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas – 26052017

INTERVIEW

Diretora do Vale dos Dinossauros e agente de viagens destaca visitação as pegadas e ‘convoca’ empresários da região de Sousa e Cajazeiras para alavancar turismo. VÍDEO!

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe a atleta Rebeca Café e as integrantes do Cajá Volley de Cajazeiras

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 19.05.2017