header top bar

section content

Cadela percorre mais de 3 km para acompanhar sepultamento de policial civil assassinado dentro de delegacia no Sertão da Paraíba

Não temos informações exatas da distância entre o ponto de partida e o destino, mas calcula-se que o percurso seja de mais de três quilômetros.

Por Luzia de Sousa

02/02/2017 às 19h54 • atualizado em 02/02/2017 às 16h26

Cadela seguiu velório em Patos (Foto: Patos Online)

Uma cadela que vive na rua, nas imediações da Delegacia da Policia Civil, em Patos, surpreendeu a todos na manhã da última segunda-feira, 30, quando seguiu os policiais que saíram em carros e motos, partindo da Delegacia da Polícia Civil, no centro da cidade, até o Cemitério Jardim da Paz, localizado na saída de Patos para Pombal, para acompanharem o sepultamento do agente Klaus, morto no domingo.

+ TV, Jornal e Sites internacionais dão destaque em primeira página da emocionante despedida do cavalo ao dono em Cajazeiras; Repercute no mundo todo a atitude de Sereno. VÍDEOS

Não temos informações exatas da distância entre o ponto de partida e o destino, mas calcula-se que o percurso seja de mais de três quilômetros.

A cadela saiu correndo, seguindo a polícia e, chegando ao local, passou no meio de todo mundo, assistiu à solenidade militar e ao sepultamento, e impressionou os policiais que a viram correndo atrás dos veículos da polícia, mas não imaginavam que ela pudesse chegar até o local.

Na volta o Sargento Patrian Júnior, que é presidente da Associação Patoense de Proteção aos Animais, a trouxe na motocicleta da ROTAM (Rondas Ostensivas e Táticas Metropolitanas). “Nós temos um lema na ROTAM, que é ‘sai junto, chega junto’ , e eu não poderia deixar a cadela para trás, pois ela completou o caminho ate onde estava o corpo do guerreiro Klaus. Ela certamente seria atropelada e eu a trouxe comigo, porque na ROTAM sai junto, chega junto”, disse Patrian.

Patrian deu um nome à cadela. Ela passou a se chamar “Boneca”.

Do Patos Online

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo