Sertão
13/03/2017 às 18h39 • atualizado em 13/03/2017 às 18h40

postado por: Luzia de Sousa

MUITO GRAVE: Chuvas não mudam ‘quadro’ dos principais mananciais das regiões de Cajazeiras, Sousa, Patos e Vale do Piancó; Açudes amargam piores volumes da história

As ocorrências de chuvas na maioria das cidades do Sertão são insuficientes para acumular água e recuperar as recargas dos açudes

Açude do Sertão da Paraíba não conseguem acumular água para o abastecimento

As ocorrências de chuvas na maioria das cidades do Sertão paraibano são insuficientes para acumular água e recuperar as recargas dos principais açudes que abastecem a população.

Após três meses do que se chama ‘período invernoso’, poucos mananciais conseguiram acumular água. Mesmo aqueles que conseguiram, não são o suficiente para restabelecer o abastecimento das cidades.

É essa a situação de São José de Piranhas. O açude São José I, que estava zerado acumulou 299 mil metros cúbicos, 9,8% da sua capacidade total, segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas. Os dados são desta segunda-feira (13). Mesmo com esse volume, o abastecimento ainda não foi restabelecido no município.

O Açude Gamela em Triunfo saiu do volume zero para 36 mil metros cúbicos, 7,8%, mas não é satisfatório para abastecer a cidade.

Em Cajazeiras, os açudes não ficaram secos, mas a situação não se apresenta nada favorável a regularidade do abastecimento, já que a cidade vive mais de um ano em racionamento. Engenheiro Ávidos, o principal reservatório de Cajazeiras está atualmente com apenas pouco mais de 12 milhões de metros cúbicos, 5% da capacidade total. Já Lagoa do Arroz, que Abastece a Zona Norte de Cajazeira e mais São João do Rio do Peixe está com 9 milhões, 11,8% da capacidade máxima.

Mais na região de Cajazeiras
Batolomeu I, em Bonito de Santa Fé está 31 mil metros cúbicos – 0,2%
Bom Jesus, em Carrapateira está com 8 mil metros cúbicos – 2,5%
Arrojado, em Uiraúna está com 453 mil metros cúbicos, 12,6%

Região de Sousa
Na região de Sousa, o Açude de São Gonçalo está com um bom volume de água, acumulado do ano passado, e nesta segunda-feira aparece com 26% da capacidade total, o que representa mais de 11 milhões de metros cúbicos. Além de abastecer Sousa, o açude de São Gonçalo está fornecendo água para outras cidades, inclusive da região de Cajazeiras, através de dezenas de carros pipas que enchem seus reservatórios no manancial sousense.

O açude com a situação mais grave da região de Sousa é o Jenipapeiro, da cidade de São José da Lagoa Tapada, que segundo a Aesa permanece totalmente seco.

O Açude Paraíso, em São Francisco está com 383 mil metros cúbico, 7,2%

Outras regiões
Frutuoso II, em Aguiar está com 103 mil metros cúbicos, 3%
Jatobá I, em Patos está com 218 mil metros cúbicos, 1,2%
Coremas, em Coremas está com mais de 18 milhões de metros cúbicos, 3,1%. Mãe D´Água, também em Coremas, pouco mais de 24 milhões de metros cúbicos, 4,3%.
Condado, em Conceição, está com pouco mais de 4 milhões, 12,3%. Video, em Conceição está com 519 mil metros cúbicos, 8,6% e Serra Vermelha I, também em Conceição está com 133 mil metros cúbicos, 1,1%.

DIÁRIO DO SERTÃO

Deixe seu comentário




Mais Sertão