header top bar

section content

Vendaval derruba antena em Cajazeiras e teto de posto em Sousa; chove no Vale

Segundo as primeiras informações chegadas a reportagem é que não há feridos, porém estamos com equipe se dirigindo ao local

Por

24/12/2015 às 16h08

Uma forte ventania acompanhada pancadas de chuva causou pânico e rastros de destruição em várias cidades do Sertão da Paraíba nesta quinta-feira (24).

Em Piancó, o forte vento derrubou  parte da parede da escola Estadual Beatriz Loureiro Lopes. Vizinhos informaram que, se assustaram com o barulho do vento e a queda do muro. 

Já na cidade de Sousa foi o teto do posto de combustível que fica no centro da cidade cedeu coma  forte ventania.

Em Cajazeiras o estrago foi ainda mais assustador, uma antena de telefonia móvel que a meses atrás havia sido instalada de forma irregular na Zona Norte da cidade desabou e por pouco não causou uma tragédia.

Em sua página nas redes sociais, o professor de filosofia, Damião Fernandes, que havia denunciado a construção da antena lamentou o fato afirmando que o que era previsto aconteceu.

Nas duas cidades onde aconteceram os incidentes ninguém ficou ferido. 

Veja também:

Prefeitura de Cajazeiras permite instalação de antena e depois chama polícia para interditar a obra. Entenda!

Antenas escondem imagem do Cristo em Cajazeiras e estragam paisagem; moradores cobram. Vídeo!

Outras cidades também registraram ocorrência de chuvas a exemplo de Itaporanga, São José de Piranhas,Bonito de Santa Fé, Pedra Branca, Boa Ventura e Pombal.

DIÁRIO DO SERTÃO com fotos de João Fábio, Damião Fernandes e Vale News PB

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor