header top bar

section content

Padre de Cajazeiras critica Conselho Tutelar e diz que instituição familiar está “aleijada”

Para Francivaldo, a questão da redução da maioridade penal não consiste na idade, mas sim, em fazer valer o dispositivo legal.

Por

12/06/2015 às 15h59

O padre de Cajazeiras, Francivaldo Albuquerque em sua coluna Direto ao Ponto para a TV Diário do Sertão nesta sexta-feira (12) disse que, a família brasileira está “aleijada”. Comentando sobre a redução da maioridade penal, o padre falou que lugar de criança é com a família e na escola, entretanto, considerou as duas instituições incapazes.

Veja também: 

Veja: Bispo de Cajazeiras condena redução da maioridade penal: “Medida deplorável”

Segundo o padre, os órgãos responsáveis por cuidar das crianças no país, inclusive os Conselhos Tutelares, não conseguem cumprir a política legal do menor de idade. Para Francivaldo, a questão da redução da maioridade penal não consiste na idade, mas sim, em fazer valer o dispositivo legal.

“Em que mudaria mudar a maioridade penal? Muda muito pouco”, afirmou o padre dizendo que, a partir dos oito anos de idade, a criança já usa da razão nas suas ações.

DIÁRIO DO SERTÃO

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan