header top bar

section content

Vital atua junto ao DNIT e ao IPHAN para garantir conclusão de pavimentação da BR 434

Nesta segunda-feira (10) moradores da região fizeram uma manifestação exigindo a continuidade das obras, que estão paralisadas.

Por

11/02/2014 às 16h47

Senador Vitalzinho luta por BR 434

O Senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) manteve contato com a direção do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT com o objetivo de garantir a continuidade da pavimentação da rodovia BR 434, que liga as cidades de Uiraúna, Poço Dantas, Bernardino Batista e Joca Claudino. Nesta segunda-feira (10) moradores da região fizeram uma manifestação exigindo a continuidade das obras, que estão paralisadas.

Em contato com o DNIT, o Senador Vital constatou que a obra foi embargada por determinação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan. O órgão determinou a suspensão da pavimentação no trecho, que compreende apenas 18 km, em nome da preservação do patrimônio histórico, alegando existir, na localidade, indícios da existência de sinais de animais pré-históricos.

De posse da informação, Vital solicitou ao seu gabinete o agendamento de uma reunião com a direção do Iphan, com o objetivo de resolver o impasse e garantir a continuidade da obra. "As primeiras informações de que dispomos dão conta de que existe até mesmo uma verba de R$ 3 milhões, liberada para o Iphan construir um sítio arqueológico no local", disse.

Vital enfatizou que não é de seu interesse prejudicar o trabalho de preservação do patrimônio histórico do País. Por outro lado, ele afirmou que a população não pode ser penalizada, como está ocorrendo hoje, em virtude da paralisação da obra. "Se por um lado existe a importância de se preservar um patrimônio, por outro existe, também, a necessidade da população em ter a BR pavimentada", destacou ele.

Ele lembrou que a obra já foi suspensa há aproximadamente um ano e meio e, neste período, a população tem sido penalizada. A manifestação dos moradores das quatro cidades ocorreu na BR 405 e foi organizada pelo Padre Mendes. "Faz cinco anos que a obra foi iniciada e já foi paralisada três vezes", lembrou o pároco.

Assessoria

Tags:

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula