header top bar

section content

Ginecologista tira dúvidas sobre transmissão de AIDS através de sexo oral: ¨Índice cresce¨

Oscar também indicou que as pessoas procurem usar os preservativos distribuídos gratuitamente, pois, têm mais qualidade do que os vendidos nas farmácias.

Por

05/12/2013 às 20h15

O médico ginecologista e obstetra, Oscar Sobral cedeu entrevista nesta quinta-feira (05) na TV Diário do Sertão, ocasião em que falou sobre os riscos que levam pessoas a adquirirem o vírus do HIV.

Na oportunidade, Oscar destacou o sexo oral como um meio de se contrair AIDS. Segundo ele, mesmo que não haja ejaculação, a pessoa que está realizando o sexo oral pode ser infectada. “Se a pessoa tiver cárie, garganta inflamada ou qualquer outra coisa vai haver troca de substância e pode haver transmissão”, disse.

Oscar Sobral disse que, não existe nenhum caso de transmissão de AIDS via saliva.

O médico falou que o sexo anal é o que tem mais probabilidade de transmissão. Entretanto, ele disse que o índice de AIDS entre as mulheres está aumentando.

Na hora da relação sexual, o médico indica que as pessoas procurem colocar o preservativo assim que o pênis ficar ereto. “Nada de ficar abraçando ou fazendo carinho. Qualquer contato que seja pode transmitir DST”, disse.

Oscar Sobral também indicou que as pessoas procurem usar os preservativos distribuídos gratuitamente, pois, segundo ele, esses preservativos têm mais qualidade do que os vendidos nas farmácias.

Veja entrevista completa!

DIÁRIO DO SERTÃO

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares