header top bar

section content

As candidaturas para 2016, a prova do caixa dois em CZ e a privatização do Carnaval estão na Faisqueira

A Faisqueira do Gazeta do Alto Piranhas traz os assuntos mais comentados da semana na área política em Cajazeiras e região.

Por

22/02/2015 às 11h09

Frase da semana: “é irreversível a privatização do carnaval de Cajazeiras”. (Prefeita Denise Albuquerque)

Dinheiro do petrolão
Tem um cidadão, em Cajazeiras, que possui um documento (áudio) que comprova que o dinheiro da roubalheira do Petrolão em que teriam se envolvidos vários políticos do Brasil, também circulou por Cajazeiras. E este dinheiro aportou não de forma legal, mas via caixa dois. 

Mudando de agenda
O homem de confiança de governador Ricardo Coutinho, em Cajazeiras, o animador cultural Rivelino Martins, andava com uma pequena agenda debaixo do braço para anotar os pedidos dos amigos e correligionários, mas depois da campanha teve que comprar um caderno de 12 matérias, tal o aumento de pedidos dos amigos do poder.

Sem chance
O deputado estadual Jeová Campos não teria tido direito a indicar nenhum nome para ocupar os cargos de confiança do governo do estado na cidade de São José de Piranhas. As indicações foram feitas pelas oposições no município.

Conta de mentiroso
Em São José de Piranhas, já são sete os candidatos a prefeito pelas oposições, em 2016: Júnior Dutra, Clovis Barbosa, André Lucena, Ricardo Cavalcanti, Eugênio Cavalcanti, Edson Pereira e esta semana surgiu o sétimo: Felipe, lançado pelo próprio pai – Zezé de Né Gomes, ex-prefeito da cidade. Com tantos candidatos, se não houver um consenso, será retumbante a derrota das oposições.

Entre tapas e beijos
Foi só o carnaval chegar para que todos os dissabores fossem resolvidos entre o vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo e o deputado estadual Jeová Campos. Não existe nada que não possa ser resolvido com um esclarecido diálogo, principalmente se entre uma conversa e outra tiver um frevo de carnaval e um gole de cerveja.

Sumiram
Basta ver as fotografias do carnaval do ano passado, em Cajazeiras, no Corredor da Folia, e compará-las com as deste ano: em 2014, tinha políticos que dava no meio da canela, enquanto este ano sumiram. É sempre assim, eles não mudam nada e só aparecem quando precisam dos votos dos explorados e enganados eleitores.

Poderia ter ajudado
O deputado estadual Jeová Campos (PSB), que pertence ao partido do governador, declarou à imprensa que Ricardo Coutinho deveria ter “ajudado” o carnaval de Cajazeiras, em função da importância e do tamanho que ele representa para todo o estado. Não apareceu ninguém para contestá-lo, pelo contrário, ampliaram as cacetadas.

Perderam o sentido
Não tem mais sentido a realização dos chamados “debates de carnaval” que as emissoras de rádio de Cajazeiras realizam todos os anos. A fórmula se esgotou. Muitas foram as criticas e dentre elas: “é apenas uma oportunidade, ou um momento para beber e comer de graça nas casas dos anfitriões”.

Perderam o sentido 2
Ouviu-se ainda: “nada, mas nadica de nada, de tudo que se falou, tem algum “aproveitamento” ou colaboração para os futuros carnavais”; ou muda a fórmula ou vai ser objeto de galhofa e perda de audiência para as emissoras. Disseram ainda: “alguns só querem aparecer”.
  
Desprestigiadas
Foi humilhante o valor ofertado pelos organizadores do carnaval de Cajazeiras para que uma banda da cidade se apresentasse durante o carnaval: trezentos reais. Uma delas preferiu não arriscar, porque a despesa seria maior do que a receita.

Um show
O visual do vereador Jucinério Félix, quando de sua apresentação no desfile do Bloco das Virgens, ficou um luxo. O “look” ficou simplesmente belo e a sua produção melhor ainda. A cada ano o Bloco das Virgens tem aumentado o número de participantes no carnaval de Cajazeiras.

Jornal Gazeta do Alto Piranhas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares