header top bar

section content

Os “furdunços” na Câmara Municipal, as explicações de Rafael e o posicionamento de Vituriano na Faisqueira

Não fugiu da raia Ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Rafael, contesta as informações dos seus “opositores”, publicadas na última Faisqueira, de que teria “fugido da raia” ao não comparecer a uma audiência eleitoral no fórum de Cajazeiras e explica a causa: “fui intimado apenas às 12h05min e a audiência ocorreria no dia subseqüente, as 09h00min” e […]

Por

03/05/2014 às 10h35

Não fugiu da raia
Ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Rafael, contesta as informações dos seus “opositores”, publicadas na última Faisqueira, de que teria “fugido da raia” ao não comparecer a uma audiência eleitoral no fórum de Cajazeiras e explica a causa: “fui intimado apenas às 12h05min e a audiência ocorreria no dia subseqüente, as 09h00min” e como está residindo em João Pessoa, “dificultou para eu me fazer presente”.
 
Não fugiu da raia 2
Declarou ainda que “não possui motivos para o não comparecimento” e diz ter “total interesse no julgamento do feito” e que não teria “calhamaço de intimações” tramitando na Justiça local a não serem os “pleitos em que figura como parte de feitos eleitorais de sua autoria. Rafael continua defendendo que a substituição de Carlos por Denise foi uma “fraude eleitoral”.
 
“Furdunço”
Vez por outra, durante as sessões da Câmara Municipal de Cajazeiras, ocorre um “furdunço”, a exemplo do último dia 28, quando o presidente da Casa, vereador Nilson Lopes, ameaçou chamar a policia para colocar pra fora do recinto um blogueiro e um radialista, que estariam tumultuando os trabalhos.
 
Tratamento diferente
Para alguns vereadores da Câmara Municipal de Cajazeiras, foi mulher e esteja no poder, são chamadas de mãeinhas: mãeinha Denise, mãeinha Léa e mãeinha Dilma. Diante desta situação foi o bastante para que o vereador Ivanildo Dunga, já irritado com o povo na rua, perguntando quem era a sua mãeinha, ocupasse a Tribuna e bradasse: “eu só tenho uma mãe”. Dunga disse que fatos desta natureza têm levado o povo a ver a Casa de Otacílio Jurema como um circo.
 
Sem benesses
Depois da votação do Projeto de Lei, oriundo do Poder Executivo cajazeirense, que autoriza a contratação de pessoal sem concurso público, os vereadores que votaram contra e que tinham “benesses” na “muda” poderão dar adeus a todas elas. A prefeita Denise já teria autorizado “reparti-las” com os vereadores fiéis. A partir de agora vereador da oposição não terá direito nem a pão e nem a água.
 
Silêncio sepulcral
Na sessão do último dia 28 de abril, na Câmara Municipal de Cajazeiras, durante um debate acirrado entre os vereadores da situação e posição, alguém perguntou: quem é o líder das oposições? Todos os olhares se voltaram para o vereador Cléber Lima (que é tido como líder da oposição), mas calado estava e permaneceu mais mudo ainda. Cléber continua afirmando que tá com a prefeita e não abre e tem votado a favor em todas as matérias da prefeitura. Suas benesses não serão cortadas.
 
Turbulência
O Hospital Universitário Julio Bandeira está passando por momentos de dificuldades, no que se relaciona ao pagamento dos servidores da área de saúde, que estão com seus proventos atrasados. O governo federal paga-os como prestadores de serviços e não como funcionários normais. Enquanto a Universidade não enquadrar este pessoal, via EBSHER, a tempestade vai continuar. A transição está sendo dolorida.
 
Lotado
O gabinete do Secretário de Articulação Municipal, Carlos Antonio, em João Pessoa, vive “entupido” de prefeitos, que buscam recursos para os seus municípios. Carlos tem sido um dos auxiliares mais atuantes e tem feito contatos e articulações políticas que têm beneficiado o projeto político de reeleição do governador Ricardo Coutinho. Nesta posição ele é craque.
 
Vituriano X Carlos Rafael
O ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Rafael, condicionou a sua candidatura a deputado estadual, ao posicionamento político do deputado Antonio Vituriano. Vituriano votando em Veneziano para o governo do estado ele o apoiará, mas se ficar com Cássio o PMDB o quer candidato a deputado. Vituriano continua defendendo que o seu partido deve ficar com Cássio.
 
Perdeu a conta
Quem vinha somando o número de adesões dos prefeitos do PMDB ao projeto político de reeleição do governador Ricardo Coutinho, se perdeu. Somente esta semana foi mais três: a prefeita de Diamante, no Vale do Piancó, Marcilia Mangueira, que foi recebida pelo governador e o secretário Carlos Antonio, além Neidinho Saraiva de São José de Brejo do Cruz e Júlio César de Quixaba. No rojão que vai o Cabeludo Veneziano vai ficar sem nenhum prefeito do seu partido lhe apoiando.
 
Bisavós
O deputado Antonio Vituriano e sua esposa Fátima de Major Chiquinho, estão vibrando com a chegada de seu primeiro bisneto e os avôs Léo e Jaqueline mais contentes ainda. É a quarta geração dos Abreus em formação.

Gazeta do Alto Piranhas

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

ENTREVISTA

VÍDEO: Artista sousense que impressionou o público com suas pinturas fala sobre sua obra e trajetória