header top bar

section content

Obras da transposição em São José de Piranhas serão reiniciadas, garante Ministério

Os dois trechos paralisados atrasaram a obra em pelo menos mais um ano.

Por

05/10/2013 às 11h46

O Ministério da Integração Nacional assinou o último contrato das obras complementares ao projeto de Integração do Rio São Francisco. Segundo o secretário de Infraestrutura Hídrica, Francisco Teixeira, os dois únicos trechos que apresentavam problemas foram retomados, disse ele se referindo ao de Mauriti (CE) e de São José de Piranhas.

A proposta vencedora da licitação foi apresentada pela empresa Queiróz Galvão, a um custo de R$ 587,5 milhões. A assinatura do contrato faz com que, agora, todas as frentes da obra sejam remobilizadas, conforme o secretário.

De acordo com Teixeira, o trecho de Mauriti teve a primeira paralisação no final de 2011, depois foi retomado no início de 2012, mas acabou sendo suspenso novamente porque era tocado pela construtora Delta, empresa envolvida em escândalo com o contraventor Carlinhos Cachoeira.

No trecho de São José de Piranhas, a obra nem começou, conforme Teixeira. O trecho sequer foi iniciado pelo consórcio na época. “Tivemos muitas dificuldades em negociar com eles, que pediam aditivos de mais de 25%. Achamos melhor não seguirmos com o trato, que acabou rescindido”, disse o secretário.

Segundo ele, os dois trechos paralisados atrasaram a obra em pelo menos mais um ano. Agora, o Ministério pretende concluir até o final de 2015. O secretário disse não haver estimativas sobre o aumento de custos provocados por atrasos nas obras.

DIÁRIO DO SERTÃO com informações de Gazeta do Alto Piranhas

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada