header top bar

section content

Prefeitura de CZ não repassa duodécimo para Câmara; Servidores ficam sem receber. Ouça!

Segundo o vereador, o correto seria levar em consideração a Constituição Federal que diz que o repasse tem que ser de até 7% do que o município arrecada.

Por

21/12/2011 às 17h57

O presidente da Câmara Municipal de Cajazeiras, Marcos Barros disse nesta quarta-feira (21) que recebeu um ofício comunicando que a Prefeitura só irá repassar 123 mil reais para a Câmara quando deveria depositar 168 mil reais na conta, o que segundo ele, é o correto, levando em consideração a Constituição Federal que diz que o repasse tem que ser de até 7% do que o município arrecada.

De acordo com o vereador, o município alegou que o repasse diminuiu devido ao dinheiro da taxa de iluminação pública. Marcos Barros afirmou que esse dinheiro não é contabilizado, por isso existe um receio de repassar o dinheiro da Câmara inerente a contribuição da taxa de iluminação pública.

O presidente da Câmara afirmou que sem esse repasse a casa fica impossibilitada de fazer pagamento dos funcionários, fornecedores e subsídio dos vereadores. “A Câmara não pode ser penalizada, pois, nós temos os nossos compromissos, inclusive com funcionários”, disse ele.

Segundo informações, o poder legislativo já está entrando com um pedido de liminar na justiça para garantir o repasse por completo.

Ouça Áudio.

DIÁRIO DO SERTÃO
 

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de água da vida e o Pr. Nilton

ENTREVISTA BOMBÁSTICA

VÍDEO: Declarações polêmicas e provocações marcam o programa Xeque-Mate com o ex-prefeito Carlos Antônio

VÍDEO

Ex-aliado diz que prefeito de Cajazeiras forma “organização criminosa” e aponta gordas gratificações

DIÁRIO ESPORTIVO

Confira o resumo da rodada no programa Diário Esportivo com Luiz Júnior